Na madrugada da última sexta-feira, 25, um jovem de 17 anos afirmou à polícia que assassinou uma professora na cidade de Praia Grande, no estado de São Paulo.

Ainda de acordo com a Polícia Civil, o adolescente confessou ainda que efetuou um disparo na cabeça de Maria da Consolação Duarte, que tinha 65 anos de idade e era professora. O assassinato teve origem quando o adolescente tentou assaltar a vítima. O crime aconteceu em uma das principais vias de acesso da cidade de Praia Grande, no entroncamento das avenidas Dom Pedro 2º e Roberto Almeida Vinhas, elas ficam paralelas a rodovia dos Imigrantes.

A polícia recebeu uma denúncia em que o denunciante não quis se identificar, onde relatou o endereço do adolescente assassino.

Publicidade
Publicidade

Com base na denúncia anônima o adolescente foi apreendido em sua residência, no final da tarde da última sexta-feira, 25. De acordo com o delegado de plantão na Central de Flagrantes, o menor criminoso será levado na tarde de hoje, sábado, 26, ao fórum da cidade de Santos.

O adolescente infrator não solicitou advogado, por isso o mesmo está sendo representado perante aos órgãos de leis por intermédio da Defensoria Pública do Estado de São Paulo. Tentamos entrar em contato com o defensor designado ao caso, mas não obtivemos êxito em nossas tentativas.

Poucas horas após o assassinato da senhora Maria da Consolação, mais um homem foi brutalmente assassinado no mesmo local, em que supostamente foi mais uma tentativa de assaltar um cidadão que acabou em tragédia.

Ao questionarmos a Polícia de Praia Grande sobre dois assassinatos no mesmo local, mesmo sem ligação entre as vítimas, a assessoria de Comunicação da Polícia nos informou que não está descartada a possibilidade de os crimes terem sido praticado por membros de uma mesma gangue, e que irá investigar e chegar ao suspeito de assassinar Pedro Cardoso Tecedor.

Publicidade

Pedro era consultor e tinha 42 anos.

 No momento a polícia está em diligência por toda cidade de Praia Grande, com patrulhamento ostensivo, e continuará até desvendar tudo que ocorreu nas últimas 24 horas pela cidade. #Casos de polícia