Os paulistanos amanheceram com a notícia que haverá um novo aumento no transporte público de São Paulo, conforme anúncio feito hoje (30) pelas Secretarias de Transportes Metropolitanos. De acordo com o pronunciamento, as novas tarifas entrarão em vigor a partir do dia 9 de janeiro de 2016, que passará dos atuais R$ 3,50 para R$ 3,80 e a integração de R$ 5,42 para R$ 5,92.

Ainda no início deste ano, a tarifa já tinha sido reajustada com a justificativa que estava congelada por cerca de um ano e por isso precisava ser corrigida, é o que vem justificando a prefeitura e #Governo do Estado. No entanto, a prefeitura afirma que o reajuste é menor que a inflação acumulada no período, que atualmente está na casa de 10,49%, conforme apurado pelo IPC-Fipe.

Publicidade
Publicidade

Em conjunto, as secretarias decidiram que como a meta é “preservar o orçamento familiar” o reajuste será correspondente em apenas 8, 57%, e não em sua totalidade.

Por este mesmo motivo, uma série de manifestações e protestos tomaram conta das ruas paulistanas em meados de junho de 2013. Movimentos como Passe Livre e os outros grupos estudantis foram às ruas protestar contra o aumento, no que ficou conhecido pelo jargão bastante usado “Não é apenas pelos vinte centavos”.

Manifestações estas que contou com a participação de outros movimentos ligados a política, aproveitou para reivindicar por melhor educação, saúde e menos corrupção. Por fim, devido ao grande clamor público, a tentativa acabou com o recuo do prefeito e do governador de elevarem as tarifas para os então R$ 3,20, o que acabou suspensa até o início deste ano.

Publicidade

Resta agora saber como os paulistanos receberão este reajuste. Devido às festas de fim de ano, muitos estão em viagens e poucos tomaram conhecimento desta notícia. O que se tem é uma forte manifestação nas redes sociais, que mais uma vez, esta decisão se mostra contrária aos interesses da população.  Em uma rede social alguém disse “São Paulo, sendo São Paulo”.

Seja como for, o anúncio foi publicado hoje (30) por volta das 11h, no horário de Brasília. Para ter acesso ao texto completo, basta acessar a página da Prefeitura de São Paulo.

 

  #Entretenimento #Opinião