A explosão matou dois operários, arremessando um dos corpos a 20 metros de altura. O corpo foi encontrado a cerca de 50m do local. Mais três pessoas ficaram feridas. O acidente foi em uma caldeira da indústria de bebidas.

O acidente foi por volta da 9h da manhã desta quinta-feira (28) e fez tremer todo o prédio e as instalações da fábrica. Segundo o relato dramático de um funcionários, Teófilo de Oliveira Cupido, os operários que trabalhavam na hora entraram em pânico, devido a intensidade da explosão, que arrancou árvores em torno do patio da cervejaria.

Teófilo relata que houve correria para abandonar o prédio com medo de novas explosões e que não abandonou a fábrica, preocupado com a saúde dos que trabalhavam no local e correu em socorro das vítimas, sendo o primeiro a chegar no local da explosão, conseguindo resgatar um dos homens feridos.

Publicidade
Publicidade

Oliveira, conhecedor das instalações da indústria, relata que não teve dúvidas quando ouviu o estrondo, estando certo de que seria uma caldeira que teria explodido (caldeiras são grandes tanques usados para destilar bebidas, trabalham em alta pressão e temperatura elevada, usadas no processo de produção, comum em fábricas de bebidas).

“A fábrica toda tremeu e pelo impacto da explosão não tive dúvidas que o acidente tinha sido em uma das caldeiras", relatou Teófilo de Oliveira Cupido, que desesperado pedia ajuda a fim de resgatar outros feridos que estavam no galpão onde houve o acidente. "Vi outros dois trabalhadores no local, mas já estavam mortos", detalhou.

Segundo informou o Sindicato dos Trabalhadores da Alimentação, as pessoas vítimas não são funcionárias da fábrica, e sim de uma empresa terceirizada para prestar serviços de manutenção nas caldeiras da empresa de Jacareí, interior de São Paulo.

Publicidade

Informou ainda que a caldeira que explodiu passava por manutenção, e estava sendo transformada para mudança do tipo de combustível usado para o aquecimento, e seria passada, de óleo para gás, e que o acidente aconteceu na realização dos testes de funcionamento, relatou Luciano Antônio da Silva, diretor do sindicato.

Ainda não há informações detalhadas sobre o motivo do acidente. Será feita uma perícia para descobrir os motivos que levaram a explosão e também se houve falha humana.

O socorro às vítimas contou com o apoio do helicóptero Águia da Polícia Militar, que resgatou um dos trabalhadores em estado grave, encaminhando-o para o Hospital Municipal de São José dos Campos. O homem de 29 anos não teve a identidade revelada, mas foi informado que ele teve queimaduras de terceiro grau em 80% do corpo. A vítima deverá ser transferida para a Santa Casa, onde passará por cirurgia. Um dos feridos que sofreu apenas um corte na cabeça foi liberado após o atendimento.

A Cervejaria Heineken emitiu nota informando que manterá contato com a empresa envolvida no acidente e com as vítimas, prestando-lhes suporte.

Publicidade

A empresa informa também que participará da investigação para apuração das causas do acidente.

Imagens do local aós o acidente:

Imagens da explosão captadas por câmera de segurança:

#Trabalho #Incêndio