Moradores de São Paulo, do bairro Morumbi e da grande São Paulo (Carapicuíba), encontram uma infestação de escorpiões amarelos em suas residências. Uma moradora no Morumbi afirma ter capturado cem escorpiões em apenas três noites; sua residência fica próximo a um terreno, coberto com mato. Moradores de um condomínio de Carapicuíba também encontraram escorpiões em apartamentos e locais comuns do prédio; ao lado do prédio tem terreno vazio e com muito mato e lixo.

Esta infestação causa preocupação a todos, já que o escorpião amarelo é a espécie mais venenosa da América do Sul e seu período de reprodução começa agora e vai até maio. A proliferação está relacionada ao impacto ambiental, causado por desmatamentos, crescimento de matos em terrenos baldios, lixos doméstico acumulados e baixo saneamento básico.

Publicidade
Publicidade

Com as chuvas, eles fogem dos esgotos e vão se abrigar em residências, procuram área seca e sua cadeia alimentar, principalmente as baratas. Geralmente ficam escondidos em sapatos, toalhas e roupas de cama. Têm hábitos noturnos e se escondem da luz.

Como prevenir

  • Ajustar ambientalmente, manter quintal limpo, evitar plantas com muitas folhagens, ornamentais e trepadeiras junto ao muro das casas;
  • Não jogar lixos próximo ás residências;
  • Tampar ralos, pias e tanques;
  • Eliminar baratas, que é a principal alimentação dos escorpiões, 
  • Manter camas afastadas da parede;
  • Sacudir sapatos e roupas antes de usá-los.

A picada do escorpião e o efeito

A gravidade do envenenamento  e a intensidade dos sinais e sintomas depende da dose e tipo de escorpião, sendo o escorpião amarelo o mais venenoso. De imediato causa dor intensa, inchaço, vermelhidão no local; é muito parecida com a picada de uma abelha.

Publicidade

Em 2 a 3 horas pode se alterar a temperatura corporal, surgindo suor intenso, náuseas, vômitos, agitação, sonolência, confusão mental arritmias, baixa frequência cardíaca e choque, podendo ir a óbito.

A picada do escorpião amarelo em crianças com pouca idade e baixo peso, pode evoluir para uma intoxicação grave e óbito. A picada do escorpião escuro dificilmente mata.

Como agir?

  • Capturar o animal, vivo ou morto, para identificar  a espécie e avaliar a gravidade do acidente;
  • Manter a vítima calma, e não fazer torniquetes para não haver disseminação do veneno;
  • Lavar bem o local com água e sabão;
  • Fazer compressas com gelo para diminuir a circulação
  • Não ingerir alimentos nas primeiras 8 horas;
  • Procurar um serviço de saúde, o mais rápido possível.

É muito importante notificar o serviço de zoonose da sua cidade, para alertar a população e criar medidas e ações de controle. #Natureza #Animais #Doença