A população cresceu, o número de criminosos aumentou e a polícia encolheu, veja a verdade dos números, segundo dados oficiais.

Filas para registrar um boletim de ocorrência, falta de segurança, pilhas de inquéritos sem conclusão "jogados" em locais improvisados devido a falta de estrutura física, e o acúmulo de serviço por falta de contingente, esta é situação por que passam várias delegacias em todo estado de São Paulo.

Falta de novas nomeações

De acordo com dados obtidos no site da Secretaria de Segurança Pública de São Paulo, através da "Lei de Acesso à Informação", nos últimos 10 anos, de 2006 a 2016, a Polícia Civil perdeu mais de 6071 agentes, nos mais variadas funções, e no período de 2011 a 2015 a SSP nomeou apenas 2960 policiais civis, o que não cobre nem a metade dos agentes que saíram da instituição, deixando um deficit preocupante de funcionários, designados para segurança da população do estado de São Paulo.

Publicidade
Publicidade

Dados revelam que entre os anos de 2011 e 2015 um número alarmante de policiais deixaram as ruas de São Paulo, o deficit de agentes na Policia Civil de São Paulo hoje hoje chega ha 3840 funcionários, dado preocupante, devido ao aumento significativo no número de ocorrências.

Falta de contingente

Uma das maiores e mais preocupantes baixas é no número de delegados, segundo dados da mesma fonte, no ano de 2013 a Policia Civil do estado, tinha em atividade 3095 delegados e em apenas 2 anos este número caiu, para apenas 2903 profissionais em ação, com uma perda de mais de 6% no seu contingente.

Em outros setores, a situação não é menos preocupante, em 2013 São Paulo tinha nas ruas 9187 agentes designados para investigação e elucidação de crimes (investigadores), em 2015, (setembro) o número também caiu para 8952 policias nas ruas, outro dado que preocupa é o número de escrivães que deixaram a função neste mesmo espaço de tempo e que também não foi suprida pelo Estado, deixaram a instituição 458 agentes, em 2013 eram 6899 policiais designados para essa função, em 2015 caiu para 6441 agentes, ressaltando a importância deste funcionário, que esta em segundo lugar na hierarquia da Policia Civil, abaixo apenas do Delegado, e é encarregado do trabalho burocrático e de elaborar os boletins, sem este funcionário a delegacia praticamente não funciona.

Publicidade

Descaso do Governo

Não obstante o descaso da administração pública do estado mais rico da Federação, entre os fatores que ocasionaram os déficits, estão a lei da aposentadoria compulsória que obriga os profissionais a deixarem o cargo aos 65 anos e que tirou da ativa muitos profissionais gabaritados, a demora nas convocação de aprovados em concursos e a falta de incentivo e investimento, para formação de novos agentes, por parte do estado.

Apesar dos números de pesquisas apontarem para uma diminuição, em percentuais, do aumento da criminalidade em relação ao crescimento populacional, as comparações numéricas são preocupantes e confirmam o óbvio, ficando comprometida a qualidade e eficiência do trabalho da polícia, obviamente a população é quem acabará prejudicada. #Governo #Violência #Geraldo Alckmin