Após um período de sucesso comercial nos anos 90, o Best Shopping, localizado no bairro da Chácara Inglesa, em São Bernardo do Campo, fechou as portas e viu a ação do tempo e do vandalismo destruírem o prédio inaugurado em 1987. 

No segundo semestre de 2015, depois de quase 20 anos de negociação, a demolição foi autorizada com um custo inicialmente orçado em R$ 2 milhões. No mês de dezembro, o prédio já estava totalmente no chão. Atualmente, caminhões ainda retiram o restante dos escombros.

Para os moradores do bairro, vizinhos do terreno, a mudança no visual é significativa, mas outra questão traz preocupação: o destino do local.

Publicidade
Publicidade

O prefeito de São Bernardo do Campo, Luiz Marinho, confirmou em entrevista ao jornal Diário Regional que empreendedores se organizaram para decidir o que fazer com o espaço de mais de 8 mil metros quadrados. O terreno fica em uma área de uso misto (comercial e residencial). O primeiro passo foi reunir as 222 famílias de proprietários das lojas do antigo centro comercial para unificar as matrículas e assim elaborar um projeto para o local. 

O jornalista Daniel Lima, em sua coluna na revista digital Capital Social, afirma que serão erguidas torres que juntas totalizam 500 apartamentos. Se a ideia se consolidar, o bairro poderá receber um total de 2 mil novos moradores, aumentando consideravelmente os problemas de trânsito na região próxima ao KM 18 da Rodovia Anchieta, uma das principais vias de ligação entre São Bernardo e a capital paulista. 

No ano passado, em entrevista para um canal de TV local, o advogado Marco Alexandre, representante dos proprietários, declarou que o destino do terreno está sendo discutido, e que será algo que "mudará a cara da cidade". 

Hotel Binder

Localizado na Av.

Publicidade

Redenção, próximo ao Paço Municipal, o antigo Hotel Binder, que teve seu auge nos anos 60 e 70, encontrou um destino semelhante ao do Best Shopping. Parte da construção foi demolida para dar lugar a um estacionamento. 

De acordo com a imprensa local, existe o projeto de reerguer um hotel no terreno, ainda engavetado pelos proprietários que esperam um melhor momento econômico para o investimento.  #Negócios #Crise no Brasil