O sistema Cantareira (São Paulo) aumentou a sua quantidade de água e foram registrados 40 dias de alta nos níveis. De acordo com a SABESP (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo), os outros reservatórios também aumentaram os índices de água, menos o Rio Claro, informações divulgadas nesta segunda-feira, 11 de janeiro.

A Cantareira elevou o seu índice em 0,2 por cento e está com 32,6% do seu volume de água; antes estava com 32,4%, de acordo com da SABESP. Foram 40 dias de aumento da água e sua estabilidade ocorreu no passado 2 de dezembro, com o percentual de 19,6%. O último registro de baixo volume de água foi no dia 22 de outubro, com queda de 15,7% para 15,6%.

Publicidade
Publicidade

Está ocorrendo o aumento no manancial de água do Cantareira em 2016, mas o índice pluviométrico no estado, não é satisfatório, pois está abaixo do desejado. Foram constatados 6,6 mm e o nível das chuvas se elevou para 51,1 mm O percentual é de 34,6% abaixo do que se esperava.

Algumas medidas contribuíram para que o reservatório melhorasse o seu nível de água. A SABESP retirou pouca água do local, houve racionamento de água na região e o consumo da população foi menor. Todas essas medidas ajudaram para que a Cantareira saísse do volume morto, mas a situação ainda é complicada e o reservatório tem o seu percentual em 3,3% do volume total de água, o terceiro fator em 25,2% da capacidade.

Rios aumentam em volume

O Rio Guarapiranga aumentou o seu potencial e o volume total das reservas é de 85,8%, antes 84,3%, o que gerou a elevação de 1,4%. O Alto Tietê aumentou 0,7 percentuais e foi de 25,7% a 26,4% (cálculo final de 2014), o volume morto.

Publicidade

Os outros, o Cofia e o Rio Grande, se elevaram a 1,3 e 1,5 por cento e estão com a capacidade de 93,5% e 96,5% respectivos.

O Rio Claro ficou equilibrado com o nível em 76,1%. Mas é necessário que a população continue economizando água, é necessário evitar o desperdício, fiscalizar aqueles que estão cometendo infrações e gastando em excesso. Somente a conscientização e o bom senso de todos é que fará com que o líquido precioso não falte. E junto com as ações da prefeitura e governo do estado, as dificuldades tendem a desaparecer. #Natureza #Chuvas Torrenciais