O Corpo de Bombeiros e a Defesa  Civil do Estado de São Paulo fizeram a contagem e chegaram ao alarmante numero de 19 pessoas mortas com a chuva que castiga a grande São Paulo desde a última quinta-feira (10).

Entre a noite de quinta-feira e a madrugada de sexta-feira, a forte chuva castigou a cidade de São Paulo e cidades do interior, onde 19 pessoas morreram e pelo menos 22 ficaram feridas até o momento, além de 145 pessoas desabrigadas, 1.600 desalojadas e oito pessoas desaparecidas. O Corpo de Bombeiros informou que em Mairiporã morreram 4 pessoas, em Francisco Morato morreram oito e em Itapevi foram dois, todos vítimas de soterramentos.

Publicidade
Publicidade

Em Guarulhos, Cajamar e em Franco da Rocha foram três vitimas fatais, causadas por afogamento.

A chuva afetou também 30 cidades do interior do estado de São Paulo, causando  alagamentos e destruição. Em menos de dois dias choveu 40% do esperado para o mês inteiro na capital paulista. Na madrugada de sexta, choveu  87,2 mm - o esperado para o mês é 191,8 mm. A quantidade de vítimas é preocupante e a tendência é aumentar ainda mais. A previsão dos meteorologistas é que as próximas tempestades terão raios e ventos  que chegarão a 30 km/h.

A chuva também causou transtorno nos aeroportos da cidade. Foram 126 voos atrasados e 10 cancelados no aeroporto de Guarulhos, um dos aeroportos mais importantes e mais movimentados do Brasil. E também causou situações criticas nas rodovias. A mais atingida foi a rodovia SP-332, que faz ligação das cidades do interior à Grande São Paulo e está parcialmente interditada devido aos deslizamentos de terra.

Publicidade

A Defesa Civil e o Corpo de Bombeiros alertam para o perigo de deslizamentos de terra e pedem à população para que não fique perto destas áreas para evitar acidentes; e para que moradores que residem perto de barrancos procurem um local seguro para se prevenirem de acidentes. Até o fechamento dessa matéria, a chuva continua, menos forte que nos dias anteriores, mas continua o estado de alerta para as regiões com alto índice de deslizamentos de terra e de alagamentos. #Natureza #Chuvas Torrenciais