As fortes chuvas dos dias 10 e 11 fizeram, até o momento, ao menos 18 mortes e deixaram um rastro de destruição e calamidade em mais de 30 municípios do interior e da Grande São Paulo. As vítimas foram localizadas nas cidades de Francisco Morato, Mairiporã, Atibaia, Guarulhos e Cajamar, até o fechamento desta matéria.

De acordo com o Centro de Gerenciamento de Emergências, choveu 40% do volume de água esperado para este mês na capital paulista.

Na cidade de Caieiras, vizinha a Francisco Morato, até às 11h ainda havia pontos de alagamento. Até o momento, em toda a região, não se pode ter uma estimativa do número de pessoas atingidas pela água.

Publicidade
Publicidade

Congregação Cristã no Brasil é atingida

A sala de oração da Congregação Cristã no Brasil do Jardim Marcelino, em Caieiras/SP, foi atingida por um deslizamento de terras decorrente das fortes chuvas que atingiram a região na última madrugada. Os deslizamentos ocorreram porque a água penetra no solo e resulta na desestabilização do mesmo, onde então corre o risco de desmoronamento se não houver a drenagem ideal para o volume de água recebido.

Com o extremo volume de água recebido, a terra cedeu e desmoronou por cima de uma sala de oração, cuja parede não resistiu ao impacto e à pressão sofrida pela quantidade de terra e foi invadida pelo lamaçal. Até o momento, não temos informações se há feridos no incidente.

Em filmagem obtida através das redes sociais pode ser vista a destruição causada pela lama, que caiu por sobre bancos e órgão da sala de oração.

Publicidade

Orientações em casos de alagamento e deslizamento de terra

Nas localidades atingidas pelas fortes chuvas, deve-se evitar transitar por entre a água, a fim de não se contrair doenças, nem correr o risco de ser levado pela correnteza ou, ainda, ficar preso em algum arbusto submerso e cair em alguma boca-de-lobo.

Pessoas localizadas em regiões de risco de deslizamento devem abandonar o local com urgência e se abrigar em algum local seguro e aguardar, em segurança, a chegada de socorro emergencial.  #Chuvas Torrenciais