Não é fácil fazer coberturas jornalísticas, especialmente aquelas ditas policiais. Para isso, os profissionais da mídia precisam obedecer muito bem às regras de segurança, mas nem sempre isso é suficiente para se livrar dos bandidos. Que o diga um produtor jornalístico do programa 'Operação de Risco', da RedeTV!. De acordo com informações do jornalista Flávio Ricco em reportagem publicada nesta terça-feira, 05, durante uma gravação, o profissional que não teve o novo revelado quase morreu.

Não só ele, mas também a equipe da Polícia Militar de São Paulo. Em uma viatura da PM, o produtor gravava imagens para o 'Operação de Risco'.

Publicidade
Publicidade

Mesmo usando cinto de segurança e colete à prova de balas, eles foram surpreendidos por uma perseguição com bandidos fortemente armados. O produtor seguia no banco do carona, quando ocorreu um grave acidente com o automóvel da Polícia Militar. Não foram dados maiores detalhes sobre o que aconteceu. De acordo com uma fonte da PM, houve apenas pequenas lesões entre os passageiros da viatura. O comentário na RedeTV! é que o repórter quase morreu, mas que felizmente está vivo para contar essa grande aventura. 

Não se sabe ainda se as imagens feitas pela equipe serão exibidas pelo 'Operação de Risco', tampouco se podem servir como alguma prova para a Polícia Militar, explicando exatamente o que aconteceu. Durante os protestos que acontecem em todo o país, jornalistas tem usado equipamentos de segurança.

Publicidade

Em junho de 2013, por exemplo, quando milhões de pessoas foram às ruas pedir a redução do valor das passagens de transporte, como ônibus, trens e metrôs, carros de algumas emissoras foram incendiados. 

Alguns fotógrafos, que costumam ficar mais perto dos acontecimentos, também ficaram feridos daquele ano até agora. Por conta de supostas posições políticas de determinados meios de comunicação, os mesmos jornalistas sofrem pressão ao trabalhar em protestos contra e a favor da presidente da república Dilma Rousseff, que agora se vê alvo de um possível impedimento.

Atualização

A RedeTV! negou as informações divulgadas por Flávio Ricco. Veja a nota: "Não procede a informação de que um produtor da RedeTV! sofreu acidente dentro da viatura da polícia. Em 7 anos de existência do programa, jamais houve qualquer acidente durante as gravações. A RedeTV! adota todas as medidas necessárias de segurança. Os empregados da RedeTV! possuem seguro de vida, ao contrário do que constou na nota”. #Crime #É Manchete!