O Grupo SEB, empresa multinacional com sede na França, dona de marcas como Arno, Clock, Panex e Rochedo, anunciou na última semana que encerrará a produção de eletroportáteis na antiga fábrica do bairro da Mooca, em São Paulo.

As atividades daquela unidade que possui cerca de 70 anos de existência serão transferidas para uma nova planta instalada em Itatiaia, no Rio de Janeiro, a partir de novembro deste ano com conclusão do processo prevista para outubro de 2017. 

De acordo com Carlos Siqueira, Gerente Geral do Groupe SEB no Brasil, em nota encaminhada pela assessoria de imprensa, a empresa lamenta o fechamento da fábrica.

Publicidade
Publicidade

A decisão levou em conta o perfil urbano do local e as dificuldades de operação e de logística. 

Ao contrário da fábrica paulistana, a nova planta está localizada, segundo Siqueira, em uma região industrial com posição geográfica privilegiada, próxima aos maiores mercados consumidores da companhia, e com fácil conexão às malhas ferroviárias e rodoviárias por meio do Complexo Logístico Multimodal. 

A sede administrativa do Grupo continuará em São Paulo, assim como seguem operando normalmente as unidades fabris de São Bernardo do Campo, no Grande ABC, e de Jaboatão dos Guararapes, em Pernambuco.

Memória

Em 1940, o jovem húngaro Hans Arnstein, que depois mudaria seu nome para João Arnstein Arno, já instalado no Brasil, decidiu comprar uma pequena fábrica de motores elétricos e com isso fundar a Construções Eletromecânicas Brasileiras LTDA.

Publicidade

Mais tarde, fundiu a companhia com outras três dando origem às Empresas Reunidas de Indústria e Comércio Arno S/A.

Com o avanço das tecnologias e uma visão empreendedora, Arnstein resolveu diversificar, ampliando o leque de produtos e iniciando a produção de peças para automóveis e pequenos eletrodomésticos.

A Arno cresceu rapidamente e tornou-se uma gigante nacional até meados dos anos 90 quando foi adquirida pelo Groupe SEB, companhia de origem francesa, também proprietária de diversas marcas de eletrodomésticos conhecidas no mercado brasileiro. #Negócios