O Partido Socialismo e Liberdade (PSOL) anunciou neste domingo (10), por meio das redes sociais, a pré-candidatura liderada por Luiza Erundina e Ivan Valente como vice à Prefeitura de São Paulo neste ano.

A divulgação desta pré-candidatura também foi dada por meio do perfil oficial de Erundina no Facebook. A ideia é apresentar durante a campanha eleitoral um projeto baseado na inversão de prioridades, em que o governo municipal esteja a serviço das necessidades dos mais pobres, ao combate à especulação imobiliária e na defesa de serviços públicos como eixo estruturante.

Conheça Luiza Erundina

Luiza Erundina de Souza é natural de Uiraúna-PB, migrou para São Paulo na busca de melhores condições de vida, enfrentou sérios preconceitos quando pelo Partido dos Trabalhadores (PT) elegeu-se à Prefeitura da capital paulista em 1988 ao concorrer com o ex-prefeito e ex-governador Paulo Maluf, com o secretário estadual João Oswaldo Leiva, apoiado pelo governador Orestes Quércia e pelo prefeito Jânio Quadros, com o deputado federal José Serra, com o jornalista e secretário municipal de Jânio, João Mellão Neto, e com o ex-secretário municipal e genro de Jânio Quadros, Marco Antônio Mastrobuono.

Publicidade
Publicidade

Como prefeita é reconhecida até hoje por ter elaborado e colocado em prática projetos de importância social, além de democratizar a gestão municipal ao buscar mecanismo de participação popular. 

Após exerceu o Ministério de Administração Federal durante o governo de Itamar Franco. Em 1996, candidatou e foi derrotada no segundo turno por Celso Pitta na disputa à Prefeitura de São Paulo. Em 2000 e 2004, voltou a ser postulante a este mesmo cargo público. Em 2012, esteve como pré-candidata à Vice-prefeita de Fernando Haddad (PT), mas desistiu após este último aliar-se ao deputado federal Paulo Maluf (PP-SP) e assim foi substituída por Nádia Campeão (PCdoB-SP). 

Ao candidatar-se a reeleição para deputada federal em 2014, novamente alcançou êxito, por ter obtido 177.279 votos. Fortalecida, permaneceu no cenário político nacional, sendo cogitada entre as principais pré-candidaturas nesta eleição de 2016.

Publicidade

Conheça o PSOL

A sigla partidária defende espectro político variante a esquerda e extrema esquerda e sempre apto a ideologias Marxismo ocidental; Socialismo democrático; Trotskismo; Gramscianismo; Ecossocialismo; Socialismo libertário; Esquerdismo e Anticapitalismo.

Atualmente possui pouco mais de 104 mil filiados e aparece crescendo em posição de relevância dentro do âmbito nacional, haja visto resultados inéditos ou expressivos nas últimas eleições, onde figura-se nestas condições um prefeito, em Macapá (AP), seis deputados federais, doze deputados estaduais e ao todo 49 vereadores.

Nomes do partido

Na Câmara Federal, os parlamentares Chico Alencar (RJ); Glauber Braga (RJ); Jean Wyllys (RJ); Edmilson Rodrigues (PA); Ivan Valente (SP) e em março Luiza Erundina (SP) aderiu à esta mesma sigla partidária após sérios desentendimentos com o seu antigo partido, o PSB, por conta da posição deste perante ao processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff.

O PSOL participa em campanhas presidenciais desde 2006, quando na oportunidade indicou a ex-senadora alagoana Heloísa Helena.

Publicidade

Em 2010, com Plínio de Arruda Sampaio e, em 2014, "reapareceu" em face jovem e polêmica por meio da figura da ex-deputada federal Luciana Genro, tendo esta angariado pouco mais de um milhão e seiscentos votos. #Eleições 2016