Suspeito de estupro de vulneráveis, de ser responsável por dar bebidas a menores de idade, dentre outros crimes, Laércio, participante do BBB16, foi preso na manhã desta segunda-feira (16) em Curitiba - PR. O ex-BBB teria mantido relações com uma menina de 13 anos. Hoje ela está com 17 anos, mas provas sobre a relação deles foram entregues à polícia. Além disso, em uma busca feita na residência do ex-BBB foram apreendidos pendrives, um computador e HDs, em busca de mais provas.

Todo o material será cuidadosamente analisado pela perícia. A investigação está por contado Proteção à Criança e ao Adolescente Vítimas de Crimes (Nucria), da Polícia Civil.

Publicidade
Publicidade

Após a prisão do suspeito, novas supostas vítimas teriam procurado a polícia para contar o caso.

De acordo com o Ministério Público do Paraná, uma denúncia chegou até eles em fevereiro de 2016, pedindo investigações e previdências sobre a conduta do ex-BBB. Na época, ele estava no reality da Globo. A pessoa que realizou a denúncia falava sobre o envolvimento do curitibano com adolescentes.

Após a denúncia formal, o Núcleo de Proteção à Criança e ao Adolescente Vítimas de Crimes passou a investigar o participante do BBB16 e encontraram uma vítima dele, que na época tinha 13 anos de idade. Após o depoimento da menor, mandados de prisão preventiva e de busca e apreensão foram expedidos. Ela também forneceu provas através de conversas entre eles nas redes sociais. Ele também será investigado por pedofilia.

Publicidade

Polêmica durante o programa

Declarações feitas por ele durante o BBB16 também despertaram a curiosidade dos internautas. Laércio, 53 anos, contou que namorava uma menor de idade. Depois disso e de ter feito gestos de conotação sexual para participantes do reality, o então participante do BBB16 passou a ter sua vida “vasculhada” por internautas.

Nas redes sociais, internautas encontraram postagem do próprio Laércio dizendo que tinha atração por adolescentes. As polêmicas em cima do perfil do participante do BBB16 foram tantas, que ele chegou a ser excluído da rede social. Prints sobre conversas e acusações diversas ainda são feitas na internet. #Crime #BBB Big Brother Brasil #Casos de polícia