O Vento Festival aconteceu no litoral norte de São Paulo no último fim de semana, onde cantores profissionais, porém desconhecidos da maior parte da população se apresentaram em uma noite fria.

Na ocasião, vozes que têm potencial para deslanchar uma carreira de sucesso dividiram o mesmo palco, entretanto, não foi o talento de alguns cantores que chamou a atenção, mas sim o protesto a favor de Dilma que uma cantora realizou.

Irreverente e polêmica, a cantora baiana Karina Buhr começou a chocar o público logo que subiu ao palco, ocasião em que trajava uma blusa preta quase transparente com os seios à mostra. Mas isso não era nada perto do que viria à seguir.

Publicidade
Publicidade

Um grupo de pessoas começou a gritar 'Fora, Temer', e a cantora então se virou para eles e disse que era para Dilma voltar, mas que quando isso acontecesse, era para a petista desmilitarizar a polícia. Sua fala foi aplaudida pelo pequeno grupo de esquerdistas que começaram o 'protesto' e gerou estranhamento entre as demais pessoas, mas não houve nenhum imprevisto ou desentendimento e o show continuou normalmente.

A cantora ainda aproveitou para transformar as suas músicas em uma bandeira do feminismo. Com o fio do microfone enrolado no pescoço, a moça debateu os valores e uma estranha 'servidão' da mulher na sociedade. Os presentes resumiram a performance da cantora como 'chocante' e 'intensa'.

Repercussão da fala

Pela internet, diversas pessoas criticaram a postura da cantora, não exclusivamente por sua bandeira petista ou feminista, mas por pedir que a polícia seja desmilitarizada em um momento que o brasileiro sofre com a falta de segurança e desvalorização dos policiais.

Publicidade

Com a polícia militar nas ruas; sendo que em São Paulo há quase 90 mil soldados (dados de 2015); os meliantes continuam cometendo seus crimes, dando risada da vítima e da sociedade e entendendo mais de progressão de pena e tipos penais do que muito estudante de direito.

Em um eventual confronto entre um criminoso e a PM, o policial é o vilão, o bandido é a vítima. Logo, entende-se que se a polícia for desmilitarizada, melhor se trancar em casa, pois somente a criminalidade do país poderá viver em paz no Brasil.

Por conta disso, o pedido da moça gerou revolta nos internautas, que questionaram por qual motivo nunca aparece um artista de pequenos circuitos ou de grandes massas pedindo mais saúde, educação e segurança, mas sempre surgem para defender o antigo governo federal ou buscar conquistas que são na verdade, benefícios próprios.

E você, concorda com o pensamento dos internautas que criticaram a cantora polêmica? Opine deixando o seu comentário abaixo dessa notícia. #Manifestação #Dilma Rousseff #Comportamento