Conforme comentamos aqui no início da madrugada, a ex-professora de EMEF, atual orientadora teatral da prefeitura de São Paulo e atriz de pequenos espetáculos independentes, Priscilla Toscano, protagonizou outra polêmica em um protesto esquerdista: em um palco, ficou nua e 'encenou' que estava 'parindo' entretanto, o que estava introduzido em seu órgão sexual era a bandeira do Brasil.

Se a moça estava com saudades dos holofotes e queria voltar ao centro das críticas conferidas aos protestos humilhantes da esquerda, parece que conseguiu. Milhares de pessoas compartilharam a foto e em pouco tempo todo o Brasil estava sabendo da nova polêmica protagonizada pela atriz.

Publicidade
Publicidade

Repercussão da cena

A imagem, que foi divulgada pela página de esquerda 'Mídia Ninja', gerou tantas críticas que os administradores precisaram tomar duas atitudes 'repressivas': primeiro apagaram o nome de Priscilla para dispersar o público e por fim, apagaram a imagem oito horas após a postagem.

Entretanto, tal atitude não foi o suficiente para colocar uma pedra sobre o assunto, pois além de ser possível ver o histórico de edições da publicação, a imagem já havia sido baixada e reproduzida em dezenas de páginas e grupos da internet, tanto os de política direitista, quanto os dos mais diversos temas. A página esquerdista que divulgou a imagem primeiro em nenhum momento veio a público amenizar a situação ou dizer que 'erraram' e aquela não era Toscano.

A encenação faz parte de uma série de, 'pasmem', protestos pelo #Impeachment.

Publicidade

'Artistas' que ainda ocupam prédios vinculados ao 'MinC há quase um mês são os responsáveis por essas condutas humilhantes do qual o raciocínio da esquerda reduz o ser humano.

Um histórico de polêmicas

Essa mesma moça defecou em público há quase dois meses como parte de um protesto contra a aprovação da abertura do processo de impeachment na Câmara dos Deputados. Antes disso, a 'atriz' já era conhecida por sua forma de expressar a sexualidade ao máximo em suas performances. Em uma rápida pesquisa pela internet é possível ter um breve resumo do 'cotidiano artístico' da funcionária de Haddad.

Prestação de contas

A Secretaria de Cultura do município de São Paulo ainda não conferiu nenhum parecer sobre a situação de Toscano, como se ela foi demitida, pediu demissão ou simplesmente foi realocada para outro lugar após a polêmica na Avenida Paulista. A única informação que se tem é que ela não apareceu para trabalhar até hoje no teatro da região da Penha. #Viral #Comportamento