Estamos no século XXI e a ciência afirma que a humanidade está evoluindo, mas quando nos deparamos com uma situação desse tipo há dúvidas em relação a isso. Até os animais que são chamados de seres irracionais protegem seus filhotes, mas infelizmente tem sido constantes casos de maus tratos envolvendo crianças, e o pior é que grande parte das vezes os agressores são os próprios pais. As pessoas que deveriam zelar e cuidar daquela vida acabam causando dor e sofrimento e muitas vezes até a sua #Morte.

Um caso chocou a população de Peruíbe, município que faz parte do litoral paulista. A falta de paciência e extrema agressividade de um pai teve um desfecho trágico na sexta-feira (15).

Publicidade
Publicidade

Um menino morreu vítima de violência do próprio pai. A criança foi agredida com socos, pontapés e tapas, simplesmente por estar demorando para se alimentar. O suspeito fugiu do local assim que a polícia foi chamada.

A criança tinha apenas cinco anos e se chamava Rafael. Sua mãe disse à polícia que o homem estava embriagado e que ela também chegou a ser agredida. A criança chegou a ser encaminhada para atendimento médico, mas infelizmente faleceu.

O pai, suspeito de matar a criança, foi identificado como Felipe de Jesus Soares Araújo, tem 32 anos e está foragido. Segundo informações dos familiares, Felipe ligou para a mãe do menino e informou que não vai se apresentar a polícia, pois teme ser morto, que não tinha culpa pelo que aconteceu e que não era sua intenção que a criança morresse.

Publicidade

Luciana da Silva, que era madrinha do garoto, disse que foi ela que atendeu a ligação de Felipe, pois o celular da mãe do Rafael ficou com ela, devido a toda situação confusa do momento. Luciana disse que o pai do menino sempre foi uma pessoa agressiva e por várias vezes falou que não sentia amor pela criança. Ela ainda relatou que a mãe de Rafael não se separava dele por medo.

De acordo com informações da madrinha de Rafael, a mãe dele está em estado de choque com tudo que aconteceu. A família toda está dilacerada e sofrendo com tudo que aconteceu e pedem que haja justiça. #Investigação Criminal