O jornal SPTV, da Rede Globo, em sua segunda edição que foi ao ar nesta terça-feira, 12 de julho, exibiu uma reportagem polêmica envolvendo a cidade de São Bernardo do Campo, localizada na região metropolitana de São Paulo. 

Uma mulher se dirigiu até uma Unidade Básica de Saúde, no bairro Santa Terezinha, reclamando de dores nas mãos, o que seria um aparente caso de artrite. Curiosamente, ela recebeu do médico Michel Alvarez Calvo uma guia para realizar um exame de próstata. 

O atendente da UBS, responsável pela confirmação do exame, não percebeu o erro e deu prosseguimento com o agendamento. O equívoco só foi percebido no laboratório quando enfim notaram a confusão.

Publicidade
Publicidade

A situação gerou um enorme constrangimento, pois todos aos redor começaram a rir da situação. 

Diante do acontecimento, a mulher abriu um processo contra a Prefeitura de São Bernardo e, após quatro anos de espera, a justiça decidiu impor uma indenização de R$ 10 mil que deve ser paga pela administração municipal. 

"Perdi o chão, peguei o papel e sai da clínica sem conseguir olhar para os lados", explicou a paciente. De acordo com a juíza que decretou a multa, o médico agiu com negligência. 

A reportagem da Globo esteve na UBS Santa Terezinha e entrevistou o médico. O mesmo alega que houve uma troca de exames, um erro pontual. 

A Secretaria de Saúde da cidade lamentou o episódio e elogiou o médico, afirmando que o mesmo é um profissional experiente e reconhecido pela comunidade. Mesmo assim, a administração municipal vai recorrer para evitar o pagamento da indenização. 

Demissão em São Bernardo

A cidade de São Bernardo do Campo também foi notícia nesta terça-feira.

Publicidade

A Volkswagen anunciou que pretende demitir mais de três mil funcionários da planta Anchieta. 

Segundo apurado pela reportagem da TV Bernô, a demissão em massa deve ocorrer até o final de agosto e é motivada pela baixa produção dos últimos meses. 

O sindicato da categoria tenta um novo acordo para manter os empregos, mas a empresa já sinaliza que não há outra saída e que o quadro de colaboradores deve ser reduzido em breve.  #Grande ABC