Os moradores do município de São Miguel Arcanjo, no interior do estado de São Paulo, viveram momentos de pânico durante o final de semana. Os relatos dos moradores da pequena cidade demonstram o sentimento de pavor que todos passaram durante a tempestade.

O vendaval atingiu a cidade no sábado (16) e provocou muita destruição por onde passou. A força do vento provocou o destelhamento de várias casas e causou pânico e pavor em todos que presenciaram o temporal.

Marcelino Corrêa é caseiro de um sítio e contou que sua casa foi derrubada pela força do vendaval. Segundo o morador, ele presenciou a formação do que ele acredita ser um tornado.

Publicidade
Publicidade

Marcelino disse que foi assustador e que os ruídos eram extremamente fortes: “Vi a formação do tornado há alguns metros e depois ele vindo em direção a minha casa”.

Um dos moradores conseguiu registrar a formação do funil durante a tempestade que assolou São Miguel. Diversas localidades do município foram atingidas, alguns moradores ficaram machucados, mas não houve nenhum registro de morte.

Elisângela Almeida de Camargo, que mora em um dos bairros atingidos pelo vendaval, contou que foi pavoroso, ela viu o redemoinho e muita poeira vindo na direção deles e de repente a luz acabou. Outro morador relatou que chegou a ser atingido por parte do telhado de sua casa.

Segundo os moradores o vendaval não durou muito tempo, porém foi o suficiente para deixar muitos estragos em vários pontos do município.

Publicidade

Ainda não houve nenhuma confirmação se o que ocorreu no município teria sido um tornado. O IPMet – Instituto de Pesquisas Meteorológicas, da Universidade Estadual de Bauru, em São Paulo, está analisando a imagem para poder se pronunciar a respeito do fenômeno.

As fotos tiradas pelos moradores conseguiram registrar o formato de cone, porém não se pode confirmar se chegou a tocar no solo ou se foi somente a formação de nuvens em formato de funil. O fenômeno para ser considerado um tornado precisa que o cone formado durante a tempestade toque o solo. Caso seja descartado o tornado, a probabilidade é que houve outro fenômeno conhecido como nuvem funil.

A meteorologista do IPMet, Zildene Pedrosa, explicou que esse fenômeno é formado a partir de fortes nuvens de chuva, os ventos vem de cima para baixo formando o forte vendaval. Seria necessário ter uma estação meteorológica próxima da região afetada para que fosse feito uma análise precisa da velocidade atingida pelos ventos.

  #Chuvas Torrenciais