Casos de #Violência contra a mulher são noticiados quase todos os dias na mídia. Um caso que aconteceu em São Paulo chamou a atenção pelo requinte de crueldade com a vítima. O fato aconteceu na cidade de Guarulhos.

O agressor manteve a mulher presa dentro de sua residência. Ela passou por momentos de angústia desde a última quinta-feira (07) e o terror vivido pela vítima teve fim somente neste sábado (09). Foram três dias de pânico sofridos pela mulher que, além de ser agredida, teve seus cabelos raspados.

Como na maioria dos casos, o ex-companheiro não concordava com o término do casamento. De acordo com a vítima ela havia saído do trabalho e quando chegou à sua casa se deparou com o agressor.

Publicidade
Publicidade

“Eu me deparei com ele, ele fechou a porta, trancou, eu vi que tinha uma maquininha de cabelo na tomada”. Depois dela ter perguntado o motivo de ter uma  máquina ali, ele a agrediu violentamente e ela desmaiou, quando recobrou a consciência estava amarrada.

Segundo informações da mulher, ele a atacou com socos e bateu em suas costas com fios. A vítima, identificada como Jéssica, disse que falaram que ela teria uma romance com seu patrão, que também foi agredido e torturado pelo seu ex-companheiro, mas depois foi solto.

A tortura somente terminou porque o agressor mandou Jéssica ligar para sua família e informar que faria uma viagem. Desconfiada, a mãe da vítima chamou a polícia, que invadiu a casa e prendeu o homem.

A união durou 12 anos e eles têm dois filhos. Segundo Jéssica, ele ficou preso durante sete anos e saiu da cadeia recentemente.

Publicidade

Afirmou também ter medo, pois ameaçou acabar com sua vida. O agressor foi preso novamente.

Violência contra a mulher

De acordo com uma pesquisa realizada pelo Ministério Público do Estado de São Paulo, na maioria dos casos de violência doméstica as vítimas demoram cerca de dez anos para denunciar a agressão.

Caso recente

Na última semana, o caso de agressão contra a modelo e atriz Luiza Brunet virou manchete nos principais noticiários de Brasil. Luiza foi agredida pelo companheiro em maio, depois do casal ter participado de um jantar com os amigos, em Nova York. De acordo com a artista, não foi a primeira vez que sofreu agressão, mas somente agora teve coragem de denunciar. #Crime