Na noite desta última segunda-feira (17), um homem foi duramente espancado pela família de uma menina de sete anos, em São José do Rio Preto (SP). Os pais desconfiavam que o suspeito tivesse abusado de sua filha e foram esclarecer os fatos, o que acabou com a agressão ao homem, que ficou bastante ferido. Ele, que tem 55 anos e era namorado da avó da criança, negou que tivesse envolvido no abuso da menina.

Segundo relatou à polícia que investiga o caso, enquanto os pais batiam nele, também diziam que iriam matá-lo. Ao que parece, o pai da menina, acompanhado da mulher, o irmão e um primo, invadiram a casa do suspeito com um facão e partiram para cima dele, agredindo-o com tijoladas e golpes de faca.

Publicidade
Publicidade

O namorado da avó, que estava desprevenido em casa, não conseguiu fugir do espancamento e precisou ser atendido pelo corpo de bombeiros, que o levou para uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Jardim Tangará.

A própria mãe da criança conduziu o suspeito, logo após o atendimento, à Central de Flagrantes, para que ele confessasse o #Crime. Já na delegacia, ele negou ter participado do abuso da menina, e disse que espera ficar bem e passar por cima de tudo o que está acontecendo. O delegado que estava no turno da noite, Éder Galavoti, registrou dois boletins de ocorrência, um sobre a suspeita de #Estupro e o outro para averiguar as agressões ao homem. O suspeito foi liberado, pois não houve averiguação de flagrante. As duas denúncias serão apuradas separadamente; a de estupro ficará ao encargo da Delegacia de Defesa da Mulher, e a de agressão será conduzida pela delegacia da zona norte.

Publicidade

Pais relatam alteração de comportamento

Os pais da menina estão arrasados e pedem por justiça. Segundo a mãe, ela vinha notando um comportamento estranho da filha de sete anos, e começou a suspeitar de algum tipo de abuso. A desconfiança se tornou mais forte, pois essa mudança de atitude da criança começava sempre que ela voltava dos fins de semana passados na casa do pai. Ela começou a ficar mais arredia, e amedrontada. O suspeito que é namorado da ex-sogra da mulher, estava sempre presente quando a menina também estava, e dava sempre presentes a ela, tentava agradá-la, de tal forma que a mãe começou a impedir a criança de frequentar a casa.

A suspeita se tornou concreta na noite do último sábado (15), quando o suspeito assediou também a mãe da criança. Depois de muito conversar com a filha, a mulher conseguiu ouvir dela que o homem a pedia para passar a mão nele, a mandava fazer carinho, gemia para ela. No momento em que descobriram sobre o abuso, os pais foram na casa do suspeito e o agrediram. As investigações agora ficam a cargo da polícia.

Veja o vídeo:

#Investigação Criminal