Segundo informações, a boate em São Bernardo do Campo, que já havia sido alvo de especulações em 2015, voltou a ser alvo de montagens que estão sendo exibidas pela internet. Da mesma forma como no ano passado, um flyer, anunciando o rodízio de mulheres a R$ 150,00 voltou a circular pela internet, e em grupos de redes sociais. Uma reportagem da emissora Rede TV tentou entrar em contato com os responsáveis pelo estabelecimento, os quais acabaram negando as informações. A notícia que anda circulando pela internet é de que a noite do rodízio acontecerá nos dias 09 e 10 de dezembro de 2016.

De acordo com uma funcionária que atendeu a equipe da Rede TV, as informações são falsas.

Publicidade
Publicidade

No ano passado, a mesma #Casa noturna usou sua página do Facebook para negar as informações de um suposto flyer, que também circulava pela internet, anunciando o rodízio. Mas um fato chama a atenção: há relatos de que o estabelecimento costumava postar imagens de garotas de programa seminuas em sua páginas das redes sociais. Entretanto, o Facebook retirou do ar uma das páginas do estabelecimento, que segue suspensa por tempo indeterminado.

Na época, o suposto anúncio pedia até para que os interessados deixassem seu WhatsApp para contato, e na sequência os interessados receberiam um por mensagens um catálogo de garotas de programa, onde poderiam escolher a sua preferida. Segundo o advogado Sergio Lordello, apresentador do programa ''Operação de Risco'', exibido pela Rede TV, ele explica que a publicação na notícia tanto no Facebook, quanto no WhatsApp, configura uma "notícia crime", que pode dar início a uma investigação policial, em cima dos serviços oferecidos pela casa noturna.

O advogado explica ainda que o artigo 230 do Código Penal brasileiro considera crime o rufianismo, como prática em tirar proveito da prostituição.

Publicidade

A informação com o suposto rodízio de mulheres se enquadra neste crime, caso seja confirmado. Lordello ainda cita que a internet vem destacando informações que antes eram divulgadas anonimamente. Um exemplo disso refere-se ao chamado "dogging", prática sexual que anda fazendo muito sucesso pelas redes sociais.

De acordo com informações, a prática funciona da seguinte forma. Primeiro os casais comunicam o local onde estarão consumando o coito dentro de um carro parado na rua. Em seguida, eles convidam os interessados para assistirem a prática sexual. Na maioria das vezes, caso o vidro do carro esteja, aberto a pessoa que estiver do lado de fora do automóvel pode participar da brincadeira. #Entretenimento #Curiosidades