Além de um sonho antigo dos moradores do Distrito de Palmeiras, em Suzano, a necessidade da chegada dos #Trens da #CPTM (Companhia de Trens Metropolitanos) à localidade é enorme, pois, além de facilitar o acesso da população aos municípios do ABC e a capital São Paulo, vai também movimentar a economia local.

Em contato ao Suzano Hoje, o líder comunitário e membro do Conseg, Gustavo Ferreira, informou que em 2014 já havia uma solicitação a CPTM (Companhia de Trens Metropolitanos) para que o estudo fosse feito, pois a região já conta com cerca de 90 mil moradores. À época, um abaixo assinado com 20 mil assinaturas solicitando a vinda dos trens de passageiros para a região também foi entregue.

Publicidade
Publicidade

Segundo Gustavo, em contrato, há uma previsão que a MRS (empresa que usa o trecho ferroviário para transporte de carga) tem que conceder a linha para o transporte de passageiros. A medida é prevista em contrato desde a década de 1990 pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT). Segundo ele também, a MRS nunca teria sido procurada pelo Governo do Estado de São Paulo para tratar do assunto e que a CPTM só teria de eletrificar o trecho para que os trens pudessem passar por ele.

Em 2014, a CPTM informou a um jornal da região que existe uma incompatibilidade dos sistemas do trens de carga e passageiros, uma vez que os trens da companhia são elétricos. “A MRS teria de eletrificar os trilhos dela para que o trem da CPTM possa funcionar. Os sistemas são incompatíveis. Não há estudo para isso.

Publicidade

Se fizéssemos isso iríamos retroceder”. O órgão estadual informou ainda que esse tipo de serviço não é disponibilizado em nenhuma cidade do Estado.

A ideia do conselho de moradores é que somente o trecho até Ribeirão Pires dessa linha seja utilizado ligando o Distrito de Palmeiras até aquela cidade, o que reduziria muito os custos de implantação do sistema.

Em Ribeirão Pires, os passageiros do trem vindo do Distrito de Palmeiras fariam baldeação com os trens da linha 10 da CPTM. Gustavo disse que nos próximos dias o Conseg e associações de moradores de bairro de Palmeiras irão pedir novamente reuniões com a CPTM para tratar do assunto. Segundo ele há uma grande possibilidade do grupo ter êxito na vinda dos trens para o distrito de Palmeiras.