A polícia divulgou nesta quarta-feita (16) imagens que mostram o empresário Hugo Gabrich atirando para dentro do apartamento de Edna Amaralina da Silveira, sua ex-namorada.

Ele é o principal suspeito do assassinato da jovem, ocorrido no último sábado (12), no bairro paulistano Paraíso.

Por meio das imagens registradas pelo circuito interno de segurança, é possível ver Hugo entrando no imóvel da vítima com uma arma em punho e outra na cintura. O material ainda arquiva todos os passos dele, desde a entrada na portaria, às 22h40. Treze minutos antes, um amigo de Edna havia chegado.

Munido da chave, o suspeito entra nas dependências do condomínio e pega o elevador, sempre com um capuz.

Publicidade
Publicidade

Quando ele chega no terceiro andar, dois acima do local onde a vítima morava, ele está sem o capuz e é possível identificá-lo.

Ele desce os dois lances de escada e aguarda no corredor. Quando um entregador chega para entregar uma encomenda no apartamento ele rende o funcionário e consegue entrar na casa. Para isso, ele dá um soco no amigo de Edna e empurra o entregador para dentro da unidade.

O acusado passa cerca de cinco minutos dentro do imóvel. Pelas imagens é possível ver alguns clarões devido aos disparos. Ao sair do apartamento ele aparece atirando mais uma vez. E depois vai embora correndo.

Edna morreu logo após chegar no Hospital das Clínicas, após receber quatro tiros. Já o amigo dela, cujo nome a família pede para não divulgar, foi baleado nas pernas e corre o risco de perder os movimentos.

Publicidade

O entregador nada sofreu.

Os dois cachorros da vítima foram resgatados minutos depois do #Crime por vizinhos. Foram eles que chamaram a polícia após ouvirem os disparos.

De acordo com a delegada Giovanna Clemente, titular da delegacia da Mulher, não resta dúvida de que o assassino de Edna é Hugo e que ele matou por ciúmes, de forma premeditada. Ele tem 50 anos e está foragido.

Edna tinha 28 anos e se relacionou com ele por 5 anos. O casal terminou a relação e depois chegaram a reatar, terminando logo depois algumas vezes. De acordo com as informações obtidas pela polícia, o ex-companheiro de Edna a ameaçou algumas vezes e ela chegou a entrar com uma medida protetiva contra ele.

A delegada pediu a prisão preventiva do acusado.

#Casos de polícia