O caso aconteceu no interior de São Paulo, em Araçatuba, na última quarta-feira (23). De acordo com a polícia local, o pai tinha o hábito de sair com os dois filhos de casa no período da manhã. Primeiro ele deixava o filho mais velho na escola e depois seguia com o mais novo para a casa da sogra. Lá ele deixava a criança, que passava o dia todo com a avó, e depois seguia para seu trabalho. Mas, infelizmente, dessa vez não foi bem isso que aconteceu. O pai esqueceu de deixar o filho mais novo com a avó e seguiu direto para seu trabalho. Quando ele chegou na empresa, assim como de costume, deixou o carro estacionado na rua, trabalhou durante meio período e só retornou ao veículo cerca de quatro horas depois.

Publicidade
Publicidade

Foi aí que todo o seu drama começou!

Quando o pai retornou ao carro o bebê já estava desacordado. Desesperado, o homem socorreu seu filho e o levou para o pronto socorro mais próximo. Os primeiros cuidados foram tomados, tentaram reanimar a criança, mas não tiveram sucesso e o bebê veio a falecer.

Durante o resgate, a criança chegou a ter parada respiratória devido à desidratação causada por ter ficado horas dentro do carro sem nenhum tipo de ventilação. O pai vai responder processo por negligência e homicídio culposo (quando não há a intenção de matar). O corpo do bebê foi levado para o IML (Instituto Médico Legal), que fará um laudo que deve apontar os motivos reais que causaram a morte do bebê.

A cidade está chocada com esse acontecimento, alguns vizinhos dizem que ele era um bom pai e jamais imaginaram que isso poderia acontecer na vida dessa família.

Publicidade

Não se sabe do estado da mãe da criança e nem dos avós.

Alguns especialistas dizem que quando casos assim acontecem é um trauma para quem passou por isso, muitos tentam tirar sua própria vida, pois não conseguem lidar com a culpa e a dor da perda. A rotina diária, somada à correria e ainda ao stress, pode causar esquecimentos nas pessoas, por isso, não é incomum acontecerem situações semelhantes à vivida por este pai. #Tragédia #Crime