Um caso inusitado está deixando a polícia paulista sob alerta. Um homem afirmou ter sido estuprado por uma mulher. O caso aconteceu no município de Praia Grande, no litoral do estado de São Paulo. A polícia ainda não localizou a suspeita de cometer o #Crime.

O jovem estudante de 21 anos, vítima do estupro, de identidade não revelada, relatou aos policiais que tudo aconteceu na última terça-feira (1º). O rapaz tinha terminado de descer do ônibus no bairro Vila Tupi quando foi abordado pela autora do crime, que relatou ao rapaz que havia acabado de terminar um relacionamento. A mulher ainda teria feito ameaças ao jovem dizendo que o acusaria de #Estupro caso não tivesse uma relação sexual com ela.

Publicidade
Publicidade

A polícia passou a sexta-feira (4) recolhendo informações que pudessem ajudar a esclarecer o crime e entender como realmente os fatos aconteceram. De acordo com os responsáveis pela investigação, eles vão usar as filmagens feitas pelas câmeras que ajudam no monitoramento da segurança da localidade. As imagens podem auxiliar os investigadores a identificar a mulher suspeita de ter praticado o estupro.

O estudante relatou que a princípio a mulher tentou força-lo a ir até sua residência, porém mudou de ideia durante o percurso e teria exigido que ele mantivesse relação sexual com ela na rua mesmo.

O fato é considerado incomum pelos investigadores e o registro da ocorrência foi realizado na delegacia de Praia Grande, após o rapaz relatar a sua mãe o que aconteceu. De acordo com o delegado responsável pela investigação, Alexandre Comin, o estudante estava retornando da faculdade quando foi abordado pela mulher. A vítima falou que a mulher parecida estar embriagada.

Publicidade

Ela tirou a roupa atrás de um veículo que estava no estacionamento ameaçou o rapaz, dizendo que se ele não fizesse sexo com ela, chamaria a polícia e o acusaria de estupro.

O rapaz foi encaminhado para o hospital para iniciar um tratamento com coquetéis de medicamentos anti-retrovirais, pois o preservativo teria estourado durante a relação.

Crime inusitado

Apesar de parecer estranho, o estupro masculino existe mesmo. Até o ano de 2009 essa expressão era usado somente para crimes sexuais contra a mulher. No entanto, com a mudança da lei o crime de estupro passou a abranger qualquer constrangimento a alguém, seja homem ou mulher, sob violência ou forte ameaça para a realização de conjunção carnal ou ato libidinoso. #Investigação Criminal