Um motorista do #UBER matou três bandidos ao reagir a uma tentativa de assalto na tarde do último sábado, 5 de novembro, na região de Cidade Líder, na Zona Leste de São Paulo. Um dos suspeitos mortos tinha apenas 15 anos de idade. Já o outro bandido tinha 19 anos. O terceiro não foi identificado. O motorista, que também trabalha como Policial Militar, não se feriu.

As imagens do crime foram gravadas por câmeras de monitoramento do comércio da região onde o episódio aconteceu. No vídeo, é possível ver que o carro da vítima está parado já com os três bandidos dentro do automóvel. Logo em seguida, um dos criminosos deixa o banco de trás, se dirige para a direção do condutor e tenta tirá-lo do veículo.

Publicidade
Publicidade

Nesse momento, o assaltante é surpreendido pela reação do motorista que saca uma arma e dispara várias vezes contra o rapaz que ainda tenta correr.

Os outros dos assaltantes, que também estavam no carro, tentam deixar o banco de trás do automóvel e são baleados na sequência pelo motorista do Uber. Após perseguir e balear um dos suspeitos, ele ainda corre na direção de outro criminoso que, mesmo ferido, tentava fugir.

Um dos assaltantes que estava gravemente ferido no chão, próximo do carro, ainda leva um violento chute na cabeça.

Após atender a ocorrência, a Polícia Militar de São Paulo recolheu as duas armas que foram usadas pelos criminosos. Já o motorista do Uber será ouvido. O caso foi registrado como legítima defesa em razão da tentativa de assalto.  

Confira abaixo o vídeo com o momento do assalto

Assaltos a motoristas do Uber

Nas últimas semanas, os motoristas do aplicativo Uber têm sido vítimas de vários assaltos na cidade de São Paulo.

Publicidade

O número de casos cresceu assustadoramente depois que os usuários do aplicativo tiveram a opção de pagar suas corridas também em dinheiro, e não apenas no cartão de crédito, como ocorria anteriormente. Com isso, cresceu também a ação dos bandidos.

Pouco tempo após a mudança, dois motoristas do Uber foram assassinados durante tentativas de assalto na capital paulista em menos de um mês. #Violência #Casos de polícia