Mais dois criminosos foram mortos em ações resultantes de abordagens a policiais militares à paisana nesta semana.

O último caso aconteceu na cidade de Guarulhos, na Grande São Paulo, na madrugada desta sexta-feira (25). Dois homens foram mortos e outros três saíram baleados ao tentarem assaltar um agente militar que saia de casa para o trabalho, sem farda.

Toda a movimentação foi registrada por câmeras de segurança e já estão em poder da polícia civil, que investiga o caso. Os tiros foram ouvidos às 4h30, na Rua Patota, perto da Avenida Brigadeiro Faria Lima, no bairro Jardim Jovaia.

Pelas imagens é possível ver o policial saindo de casa e trancando a porta quando um carro preto se aproxima.

Publicidade
Publicidade

Nele estão os criminosos armados que anunciam o assalto. O PM à paisana rapidamente saca a arma e reage, atirando nos integrantes do veículo.

De acordo com a Polícia Militar, a vítima estava saindo de casa para trabalhar e logo que percebeu o carro preto se aproximando devagar ficou atento e desconfiou da atitude suspeita. Ele atirou e os bandidos contra-atacaram.

No carro estavam cinco homens e todos foram atingidos pelos disparos, enquanto que o policial nada sofreu. Dois marginais não resistiram aos ferimentos e morreram na hora. Os outros três suspeitos baleados tentaram fugir, mas não conseguiram.

Analisando atentamente o vídeo, é possível perceber que um dos bandidos mortos é baleado enquanto está dentro do carro e lá permanece. Outro criminoso é atingido de forma fatal no momento em que saía do carro.

Publicidade

Ele cai no chão e não levanta mais. Os outros assaltantes, apesar de baleados, conseguem sair e caminhar alguns passos enquanto o policial busca refúgio em um carro de cor clara, parado diante do tiroteio.

Após serem socorridos pelos Corpo de Bombeiros, os baleados foram levados para Hospital Geral de Guarulhos e para o Hospital Municipal de Urgência. Os três permanecem nas unidades hospitalares em estado grave.

As imagens duram 44 segundos e estão servindo de elemento crucial nas investigações conduzidas pelo Setor de Homicídios e Proteção a Pessoa, ligado à Delegacia Seccional de Guarulhos.

#Crime #Casos de polícia