Na tarde deste último domingo, dia 4, um #Helicóptero caiu em uma região de mata fechada próxima à estrada da Barrinha, em São Lourenço da Serra, na Grande São Paulo. O helicóptero ia para um casamento mas caiu dois quilômetros antes de chegar ao local. De modelo Robinson R-44, a aeronave caiu por volta das quatro horas da tarde, deixando quatro pessoas mortas, dentre elas a #noiva, o irmão da noiva, a fotógrafa e o piloto. O objetivo da "viagem" era fazer uma surpresa para o noivo e para os convidados, chegando na cerimônia com o helicóptero e descendo no casamento. O horário da queda da aeronave era justamente o horário para o qual o casamento estava marcado.

Publicidade
Publicidade

A festa aconteceria no Sítio Recanto Beija-Flor e no local teriam aproximadamente 300 convidados. A noiva e seu noivo estavam juntos há um ano.

Durante a madrugada de domingo para segunda os parentes e amigos das vítimas foram ao Instituto Médico Legal (IML) para liberar os corpos. Na manhã desta segunda-feira, 5, peritos do Instituto de Criminalística e especialistas da Aeronáutica foram ao local do #Acidente para apurar as causas da queda, mas nenhuma informação ainda foi divulgada. O acidente será investigado pela delegacia de São Lourenço da Serra.

As vítimas

Rosemere do Nascimento Silva tinha 32 anos e era a noiva. Desde setembro deste ano Rosemere era auxiliar de enfermagem no recém-inaugurado Hospital Dia da Rede Hora Certa Capela do Socorro.

Outra presente no helicóptero era Nayla Cirstina Neves Lousada.

Publicidade

Ela era a fotógrafa responsável por registrar os momentos da chegada da noiva no casamento, fazendo a surpresa para o noivo e para os convidados. Ela morava na região do Capão Redondo e estava grávida de seis meses.

O piloto responsável por guiá-los ao casamento era Peterson dos Santos Pinheiro, que tinha família em Suzano. Antes do helicóptero cair, Peterson ainda desviou de crianças que brincavam próximo ao local da queda, salvando a vida delas.

O irmão da noiva também estava presente na aeronave e chamava-se Silvano do Nascimento Silva.

Infelizmente todos morreram.