A polícia encontrou nesta, quarta-feira (21), o corpo de um homem pendurado em um poste da rede elétrica, na zona rural de #Marília, interior de São Paulo. A Polícia Civil, que investiga o caso, trabalha com a hipótese que o individuo tenha recebido uma descarga elétrica, cerca de 3.800 volts, enquanto tentava furtar fios de cobre.

A suspeita ganha força ao ser notado que um poste vinho estava com uma “banana”, dispositivo usado para interromper a passagem de corrente elétrica. Também foi encontrado um bastão de madeira que seria usado para desarmar as chaves. Uma escada foi abandonada junto ao poste.

A polícia ainda diz que um erro do suspeito acabou lhe custando a vida.

Publicidade
Publicidade

Segundo ela, o homem subiu no poste do lado errado, o qual ainda tinha corrente elétrica. Há suspeitas ainda que outras pessoas teriam participado da ação, isso porque foram encontradas marcas de pneus no local. A concessionária que administra o sistema esteve no local e precisou interromper o abastecimento de energia para que os Bombeiros fizessem a retirada do corpo, que até o final da tarde ainda não havia sido identificado.

Prejuízos à administração pública

Os fios de cobre têm sido, cada vez mais, alvos da ação de criminosos. Além de dar prejuízos aos cofres públicos, também deixa muitas pessoas sem energia elétrica, pondo em risco sua segurança, pois deixa vias às escuras no período noturno. Somente no primeiro semestre deste ano, foram furtados mais de 26 mil metros de cabos somente na cidade de São Paulo.

Publicidade

Na semana passada, uma ação realizada pela Polícia Civil e também pela Polícia Militar, apreendeu certa de uma tonelada de fios de cobre. Todo o material havia sido furtado de empresas de concessionárias de energia elétrica estava em um galpão na cidade de Itanhaém, no litoral de São Paulo. Duas pessoas foram autuadas.

A operação também visitou diversos ferros-velhos à procura de mais material furtado. Também participaram da operação a Guarda Civil Municipal, agentes de Trânsito e fiscais do Departamento de comércio. #roubo #Casos de polícia