Uma aventura terminou em tragédia, na tarde deste domingo (18), na cidade de #Mairinque, Região de Sorocaba, no interior de São Paulo. De acordo com informações do Jornal Cruzeiro do Sul, um homem, identificado como Fábio Ezequiel de Moraes, de 38 anos, praticava bungee jump, quando morreu, ao cair de uma altura de 40 metros. Ele saltou da ponte ponte férrea Engenheiro Acrísio.

Segundo a reportagem, o homem saltou de uma ponte férrea, entre as cidades de Mairinque e Itu e um problema na corda durante do salto teria a esticado demais, provocando o #Acidente. A vítima foi resgatada por uma unidade do Serviço Móvel de Urgência (SAMU) e encaminhada ao Pronto Socorro de Mairinque, mas não resistiu aos ferimentos, vindo a falecer.

Publicidade
Publicidade

Seu corpo foi encaminhado ao IML de #Sorocaba.

A esposa da vítima relatou que o cabo usado para o salto foi maior que a distância entre a ponte e o chão e que, após a queda, seu marido não foi puxado para cima novamente, como normalmente acontece, indo direto ao solo. Ela contou ainda que havia um colchão, mas a vítima caiu fora dele.

A Polícia Civil de Mairinque chamará, para prestar depoimento, os responsáveis pela empresa organizadora do salto e pessoas que estavam trabalhando no local na hora do acidente. No local onde aconteceu a tragédia, é comum a prática de esportes radicais e também usado para treinamento do Corpo de Bombeiros.

Esporte de risco

Praticado por corajosos adeptos, o bungee jump é um esporte que consiste em saltar de grandes alturas com uma corda elástica amarrada nos tornozelos ou cintura.

Publicidade

Ele apresenta riscos à saúde, podendo causar luxações, contusões ou trauma ocular. Por conta da pressão e da velocidade, mulheres podem ter um prolapso uterino.

Apesar de ser praticado em locais adequados e com equipamentos de segurança, o esporte vitimou algumas pessoas nos últimos anos no Brasil, tanto que, em 2005, um deputado mineiro propôs um projeto de lei que proibisse sua prática em território nacional. O texto previa punições para praticantes, instrutores e donos do equipamento.