O Corujão da #Saúde, promessa do prefeito eleito #João Dória (PSDB), já tem data de início definida - 2 de janeiro. A equipe de transição do novo governo vem trabalhando desde novembro na estruturação da proposta, e firmando acordos com hospitais particulares que prestarão atendimento à população para realização de exames.

A futura gestão não deu detalhes de quantas unidades de hospitais e clínicas realizarão os exames nestes primeiros dias, mas há expectativa de que o programa conte com a parceria de 41 instituições. Segundo o jornal "Folha de S. Paulo", a Prefeitura repassa os recursos e as instituições disponibilizam funcionários e equipamentos para os procedimentos médicos.

Publicidade
Publicidade

O tempo de espera para realização de cirurgias hoje na cidade é em média cinco meses, já para exames o tempo médio são de três meses e meio, e para uma consulta com especialista cinco meses. A meta do novo governo municipal é zerar a fila hoje estimada em 417 mil exames em até 90 dias, para isso cada hospital teria que realizar em média 93 atendimentos por dia.

Os mais procurados são ultrassonografia (em torno de 210 mil), seguido por ressonância, tomografia e mamografia - em torno de 20 a 30 mil cada.

O futuro secretário da saúde, Wilson Pollara, estima que o custo do Corujão será em torno de 17 milhões de reais, visto que, o valor pago por cada exame será o mesmo estipulado pelo SUS (Sistema Único de Saúde), hoje uma ultrassonografia por exemplo custa R$ 22 reais, e uma ressonância R$ 268, logo o município arcará com estes mesmos valores para cada atendimento realizado pelo programa.

Publicidade

As unidades de saúde deverão prestar atendimento durante à tarde e à noite, e não durante a madrugada como era a proposta inicial.

O Corujão da Saúde tem prazo de validade, 90 dias, a futura administração acredita que este prazo seja suficiente para zerar a fila de pacientes, ao atingir a meta os exames serão realizados utilizando a estrutura do próprio SUS afirmou Pollara em reunião com o Conselho Superior de Gestão de Saúde do Estado de #São Paulo.