Na manhã desta segunda-feira (9), o prefeito de São Paulo, João Doria, e o governador Gerado Alckmin anunciaram, em coletiva de imprensa, algumas parcerias. A principal delas será a unificação das redes estadual e municipal de ensino.

Com a parceria, as redes terão o mesmo calendário, utilizarão o mesmo material didático e, ainda, terão os mesmos ciclos de ensino.

Em justificativa, afirmaram que esta unificação trará muitos benefícios aos alunos que, por alguma ocasião, precisarem mudar de escola. Como o conteúdo agora será o mesmo, eles não terão problemas.

Embora a notícia tenha sido anunciada, ambos não deram maiores detalhes de como será esta unificação.

Publicidade
Publicidade

Deixaram a função aos secretários de #Educação, que não estavam presentes na coletiva.

O prefeito João Doria afirmou que os secretários da educação serão ouvidos e acertarão todos os detalhes.

Algumas questões ficaram em aberto, como, por exemplo, o tempo de reformulação dos materiais didáticos, já que as aulas retornam dia 6 de fevereiro e os secretários Nalini e Alexandre Schneider terão reunião terça-feira (10).

Além da integração das redes, foram anunciadas a Criação de Etecs para o desenvolvimento de games, a ocupação de espaços inativos nas escolas estaduais para a Prefeitura de São Paulo e, ainda, o transporte escolar.

Outras parcerias, em diversas áreas, também forma anunciadas, como, por exemplo, na saúde, com junção dos números de emergência 190, 192 e 193. A cessão do Governo de quatro carretas do Dr.

Publicidade

Consulta para Prefeitura e duas carretas de exames de mamografia. Na segurança, Governo e Município anunciaram a ampliação do Detecta (sistema eletrônico que permite o uso de imagens de câmeras pela Secretaria Estadual da Segurança Pública). Com a parceria, serão mais de 900 câmeras. Haverá também a mudança no Centro de Integração e Controle, que funcionará 24 horas.

As áreas de habitação, trânsito, meio ambiente, transporte, emprego, saneamento e assistência social também foram anunciadas com possíveis parcerias e mudanças. #2017 #Geraldo Alckmin