Na noite do último domingo (22) o pastor Antônio de Almeida Carvalho de 58 anos, e sua família sofreram uma tentativa de assalto, quando os bandidos atiraram contra o #Pastor.

De acordo com informações da polícia o #Crime aconteceu em Itaquera na zona leste de São Paulo, aproximadamente nove horas da noite quando a família retornava para casa, após o culto.

O pastor parou o carro em frente ao prédio da filha, para deixá-la, e de repente três motos, cada uma com dois rapazes, anunciaram o assalto, além do pastor dentro do carro estavam sua esposa de 54 anos, sua filha de 30 anos e seus dois netos menores. Os bandidos mandaram todos saírem do carro, mas apenas o pastor não conseguiu sair, pois com o nervosismo ele estava com dificuldades para soltar o cinto de segurança, um dos bandidos arrancou Antônio de dentro do carro e o jogou no chão agressivamente.

Publicidade
Publicidade

A esposa do pastor afirmou que logo após o marido ser jogado no chão, um dos bandidos que estava roubando as coisas do carro, achou que o pastor estava reagindo e resolveu disparar contra ele mesmo caído.

O bandido atirou duas vezes, um tiro acertou a cabeça e outro o ombro do pastor, em seguida os outros bandidos ficaram nervosos e fugiram do local sem levar nada da família. Antônio foi levado imediatamente para um hospital próximo do local do crime, mas não resistiu, e infelizmente faleceu.

A filha do pastor contou que não foi possível enxergar os rostos de todos os bandidos, mas que viu bem o rosto do rapaz que atirou e do outro que pediu para não atirar em seu pai, a jovem afirma que eles aparentavam ser menores de idade.

O condomínio em que a filha do pastor mora está colaborando com a polícia e resolveu ceder as gravações da câmera de segurança do prédio.

Publicidade

O s[indico acredita que com as imagens será possível identificar os criminosos.

A família do pastor Antônio contou que ele estava próximo de se aposentar, trabalhava no Metrô, ocupava o cargo de eletrotécnico e se dava bem com todos. O plano da família era de morar em uma cidade no interior do estado de São Paulo, pois achavam a capital muito perigosa. #Morte