A ação rápida de policiais militares evitou a morte uma criança que se engasgou com o leite materno. O caso aconteceu na noite da última terça-feira (17), na cidade de Sorocaba, no interior de São Paulo, e foi registrado pelas câmeras de segurança da #Delegacia onde ele estava junto com seus pais. A mãe do bebê, por conta do nervosismo da situação, passou mal e chegou a desmaiar.

Policiais Militares estavam na Delegacia de Polícia Participativa (DPP), na zona sul da cidade, aguardando a elaboração de um boletim de ocorrência quando perceberam o problema com uma criança que estava no colo do pai. Segundos depois eles foram até o casal e constataram que o bebê estava engasgado em consequência de um refluxo durante a amamentação.

Publicidade
Publicidade

Por conta disso a criança sofreu uma parada cardiorrespiratória. Vendo o nervosismo dos pais, o cabo Dirceu interveio e utilizou a Manobra de Heimlich, que foi determinante para salvar sua vida. Este é considerado o melhor método pré-hospitalar de desobstrução das vias aéreas superiores por corpo estranho.

No vídeo é possível ver a apreensão de outras pessoas que estavam aguardando para serem atendidas na delegacia. Uma mulher chega a pegar o telefone, possivelmente para solicitar resgate. Nervosa com a situação, a mãe do bebê chega a desmaiar e é carregada para onde ficam as cadeiras, sendo amparada pelos demais presentes. Após o susto, a mãe e a criança foram levadas para um hospital da zona oeste da cidade e passam bem.

Manobra de Heimlich

Descrita pela primeira vez pelo médico americano Henry Heimlich, que dá nome ao procedimento, em 1974, a Manobra de Heimlich induz uma tosse artificial, que deve expelir o objeto da traqueia da vítima.

Publicidade

Nela, uma pessoa usa as mãos para fazer pressão sobre o final do músculo do diafragma, o que comprime o pulmão e faz pressão sobre qualquer objeto estranho que esteja na traqueia esquerda. Caso a vítima fique inconsciente, o procedimento deve ser interrompido e deve ser iniciada a reanimação cardiorrespiratória. #Sorocaba #Casos de polícia