O estudante Felipe Rodrigues Cirilo da Silva, de 10 anos, morreu na noite desta quinta-feira (16), no Hospital Regional de Presidente Prudente, no interior de São Paulo, após tentar pegar pipa que estava no telhado de uma casa. Segundo o pai do menino, Venâncio Aparecido Cirilo da Silva, de 41 anos, a criança sofreu uma descarga elétrica ao subir em muro para tentar pegar a #pipa, no último fim de semana.

O garoto caiu de uma altura de três metros e bateu com a cabeça na calçada. O menino deu entrada na unidade regional com o quadro de saúde considerado crítico, foi atendido imediatamente e permaneceu na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Pediátrica por seis dias.

Publicidade
Publicidade

O acidente aconteceu no meio da tarde de sábado (11), às 15h30, próximo à casa dos familiares da vítima. O pai do estudante disse ao G1 que o menino foi pegar uma pipa que caiu no telhado de uma casa vizinha e teria encostado a região da barriga nos cabos elétricos, foi eletrocutado e caiu desacordado no chão. A criança sofreu queimaduras na barriga, foi socorrida pelo Corpo de Bombeiros e encaminhada ao Hospital Regional, em coma induzido.

O acidente ocorreu em um muro entre uma residência e um terreno; o adolescente Gabriel Peres de Oliveira, de 17 anos, que mora no local, contou ao G1 que ouviu uma movimentação em frente de sua casa e pediu para que sua irmã verificasse do que se tratava. O jovem acreditava que havia alguém chamando.

Na certidão de óbito do menino, consta traumatismo crânio-encefálico como principal causa da #Morte.

Publicidade

De acordo com o pai, Venâncio da Silva, a pancada na cabeça agravou o estado de saúde do garoto e, se fosse só o #choque, ele estaria vivo. “Foi uma fatalidade”, disse.

Segundo o Corpo de Bombeiros, Felipe Rodrigues se desequilibrou, acabou segurando no cabo de energia elétrica para não cair e sofreu o choque elétrico.

O Corpo de Bombeiros orienta que, se a pipa estiver próxima aos cabos de rede de energia, em hipótese alguma pode-se tentar pegá-la com as mãos, sem a ajuda de materiais apropriados.