A família de #Ribeirão Preto que foi notícia há duas semanas por conta de um fato inusitado, hoje teve uma nova surpresa.

Relembrando o caso, uma família ficou ausente de sua residência, por problemas com um familiar, por cerca de três meses e quando voltou, a surpresa: havia alguém morando no local que afirmava ter comprado a #casa.

Fernanda Souza, 33, relatou na época que a família não tinha nem sequer "trocas de roupa", pois a maior parte dos pertences havia sido deixada na casa. Também disse que não pode entrar na casa no dia em que chegaram de viagem para pegar pertences pessoais.

No dia posterior, com auxílio de força policial, conseguiram entrar e tiveram uma surpresa maior ainda, a maioria dos móveis e itens pessoais haviam sumido.

Publicidade
Publicidade

Nem mesmo um carro usado pela família foi encontrado.

Casa desocupada

O casal que é suspeito de ter invadido a casa no bairro Cândido Portinari, deixou o imóvel no final de janeiro. Entretanto, os vizinhos a avisaram que tudo foi retirado, inclusive os móveis e eletrodomésticos remanescentes da família.

Fernanda Souza diz que não sabe, mesmo com a casa agora vazia, se voltará. Isso porque a família teme represálias. No dia que tentaram entrar na casa para pegar alguns pertences pessoais o homem que ocupava foi agressivo e ameaçou "passar fogo", segundo relato de Fernanda.

A casa foi desocupada de forma espontânea pela família, já que a expectativa de uma liminar judicial era apenas para março.

O delegado do caso Gino Santanna, do 8º Distrito Policial, afirmou para a reportagem do G1 que um inquérito foi instaurado por violação de propriedade, furto e estelionato.

Publicidade

Apesar do delegado ter tido acesso aos documentos, preferiu não entrar em detalhes por não ter ouvido todos os envolvidos ainda.

Já o homem que ocupava o imóvel e que afirmava ter pago 160 mil à tia de Fernanda, chegou a ser ouvido na época, mas não apresentou recibo no momento que foi interpelado. Apresentou apenas posteriormente, alguns documentos referentes ao imóvel, que estão de posse do delegado. Ainda sobre o veículo da família que sumiu, a polícia conseguiu encontrá-lo na zona norte da cidade.

Relembre o caso

#invadida