O Datafolha divulgou, neste domingo (12), pesquisa de avaliação da gestão João Doria (PSDB) neste início do mandato do prefeito da maior cidade do país. Os números são positivos para o tucano, que é bem avaliado pela população. Veja todos os números divulgados pelo instituto de pesquisa.

Aprovação

A gestão João Doria é considerada boa ou ótima por 44% dos paulistanos. Para 33%, o governo do tucano é regular. Apenas 13% consideram a gestão ruim ou péssima. Dez por cento dos entrevistados não responderam. O erro da pesquisa é de 3% para mais ou para menos.

João Doria começou o seu mandato de forma alucinante, trabalhando todos os dias da semana e surpreendendo a todos que estão acostumados com o ritmo mais lento dos políticos brasileiros.

Publicidade
Publicidade

Em termos de comparação, o ex-prefeito Fernando Haddad (PT) alcançou 31% de aprovação em seus primeiros meses à frente da prefeitura, segundo o próprio #Datafolha.

Temas polêmicas

Sem dúvida nenhuma, grafites e pichações foram os temais polêmicos da gestão Doria neste início de mandato. Em relação às pichações, o prefeito tem apoio maciço da população: 97% dos paulistanos são contra.

Em relação aos grafites, 85% são favoráveis a fazê-los em muros e fachadas. Para 52%, este tipo de arte tem que ser feito em locais autorizados e para 45% deve ser liberado em qualquer lugar da cidade.

Doria tem a mesma opinião do primeiro grupo: grafite apenas em locais autorizados. Entre os entrevistados, 61% acreditam que o prefeito errou ao apagar os grafites da Avenida 23 de Maio. Trinta e um por cento concordaram com o tucano.

Publicidade

Iniciativas elogiadas

Três iniciativas do prefeito foram bastante elogiadas, de acordo com a pesquisa: 59% aprovam o programa de limpeza de ruas e praças Cidade Linda, 67% aprovam o mutirão de exames médicos e 57% concordam com o aumento de velocidade nas marginais – tema que gerou bastante polêmica durante a gestão Fernando Haddad.

João Doria afirmou algumas vezes que não concorrerá à reeleição em 2020. O prefeito deve concorrer ao governo do estado em 2022. #João Dória #Gestão Dória