Milhares de pessoas devem participar, entre os dias 17 e 19 de março, na sede da #Canção Nova, em Cachoeira Paulista (SP) do encontro "Na trilha da cura", em homenagem a Tarcísio Gonçalves Pereira, o #padre Léo, morto em janeiro de 2007.

O evento é organizado pela #Comunidade Bethânia, tradicional comunidade católica com sede em São João Batista (SC) e que teve como fundador o padre Léo. O sacerdote foi um dos mais queridos do Brasil e era ligado ao movimento Renovação Carismática Católica (RCC), assim como à Canção Nova, onde apresentou programas na TV. Até hoje, ele é lembrado pelas pregações que fazia, levando conforto aos fiéis, assim como pelo trabalho de assistência a dependentes químicos.

Publicidade
Publicidade

Segundo informações da Canção Nova, neste ano, o tema do encontro, que já é tradicional, será “10 anos de Eternidade do padre Léo”, que faz memória ao falecimento do sacerdote.

A programação do evento terá missas, palestras e momentos de oração e adoração ao Santíssimo Sacramento. A celebração eucarística de abertura será amanhã (17), a partir das 20 horas, no Santuário do Pai das Misericórdias, e será presidida pelo bispo da Diocese de Lorena (SP), dom João Inácio Müller.

No sábado (18), a partir das 21 horas, acontece o show "Amigos do padre Léo", que vai contar com as participações dos missionários da Canção Nova, Márcio Todeschini e diácono Nelsinho Corrêa, do cantor Thiago Brado e do ministério Vida Plena, da Comunidade Bethânia.

Já para o domingo (19), está programada uma palestra com o padre Vicente de Paula, atual presidente da Comunidade Bethânia, com o tema "Buscai as coisas do Alto” (Cl 3,1)".

Publicidade

Às 15 horas, acontecerá a missa de encerramento, sob a presidência do padre Vicente.

Legado

Padre Léo era mineiro de Delfim Moreira e sacerdote da Congregação Sagrado Coração de Jesus (SCJ). Entrou para a Renovação Carismática em 1973. Durante o processo de formação religiosa, atuou como músico, cantor, apresentador, pregador, compositor e escritor.

O religioso fundou a Comunidade Bethânia em 12 de outubro de 1995, a partir de sua experiência de superação da dependência química. Hoje, a Comunidade mantém 5 casas de acolhimento, também chamadas de "Recantos", distribuídas nas cidades de Lorena (SP), Guarapuava (PR), Curitiba (PR), Cianorte (PR), Iraí (PR), Itaperuna (RJ), Uberlândia (MG) e São João Batista (SC).

Padre Léo faleceu em 2007, vítima de um câncer no sistema linfático. Mesmo após o falecimento, suas pregações e livros são bastante requisitados.

Saiba mais sobre a Comunidade Bethânia assistindo à vídeo-reportagem exibida pela Canção Nova, por ocasião dos 10 anos da morte de padre Léo.