No começo da tarde dessa quarta-feira (01), por volta das 13h45, um grande incêndio se iniciou na favela de #Paraisópolis, na zona sul de São Paulo, e 50 barracos foram atingidos. As causas do #Incêndio ainda são desconhecidas.

O Corpo de Bombeiros encaminhou 24 viaturas e cerca de 90 homens para controlar as chamas. A mesma teve muita dificuldade, pois o vento forte fez com que as chamas se espalhassem rapidamente pelos barracos da favela e o local era de difícil acesso. As equipes do Samu e da Defesa Civil também foram chamadas ao local.

As chamas foram contidas por volta das 15h40, e às 17h40 já não havia mais fogo e não houve relato de feridos.

Publicidade
Publicidade

A corporação informou que apenas uma mulher foi levada para a Assistência Médica Ambulatorial de Paraisópolis por ter inalado muita fumaça. A casa dela estava com início de incêndio e a mesma não queria deixa-lá. De acordo com a filha da vítima, a mulher tinha o intuito de retirar objetos pessoais de sua casa e por fim acabou inalando muita fumaça.

Os peritos da Polícia Científica irão avaliar o que pode ter causado o incêndio.

Muitos moradores tentaram apagar o fogo com baldes d´água, uns com a água da própria caixa d´água, porém o Corpo de Bombeiros não recomenda essa ação.

Um morador da comunidade ainda brincou com a situação: "Quarta-feira de cinzas, realmente, olha quanta cinza temos aí para apagar."

Paraisópolis é a segunda maior favela da cidade de São Paulo.

Incêndios na região

"Os bombeiros informaram que, somente neste ano, já aconteceram 102 incêndio em favelas em todo o estado.

Publicidade

Deste total, 43 estavam na capital e em cidades da Grande São Paulo."

"No ano passado a corporação registrou, em todo o estado, 325 incêndios, sendo 230 na capital e na região metropolitana."

Incêndio em Paraisópolis 2016

No dia 14/05/2016 um incêndio atingiu a favela de Paraisópolis, na Zona Sul de São Paulo no fim de tarde. Até as 20h não havia informações sobre vítimas.

Nesse incêndio o Corpo de Bombeiros contatou 22 equipes, com 63 bombeiros ao todo, para combater as chamas e foi calculado em torno de 120 casas destruídas. #2017