Depois de uma lei sancionada pelo prefeito da cidade de #São Paulo, #João Dória, pichadores que forem pegos em flagrante terão um prazo de até seis meses para limpar as pichações dos lugares ou então, pagarão uma multa que pode chegar até R$ 10 mil.

Com a lei foi colocar em vigor, a primeira pessoa que poderá arcar com as consequências é uma estudante de Direito. Mesmo cursando uma faculdade que enfatiza e ensina sobre direitos e deveres dos cidadãos, a moça de 26 anos não "conseguiu entender" o recado dado pela prefeitura e acabou sendo presa no momento em que estava pichando.

Na madrugada deste sábado, 4 de março, a estudante estava pichando a Rua Santo Antônio, do centro de São Paulo.

Publicidade
Publicidade

A Guarda Civil Metropolitana agiu rapidamente para conter moça e levou-a até a delegacia. Agora, a multa poderá ser de R$ 5 mil, caso a pichação não envolva patrimônio público ou tombado, ou então de R$ 10 mil. A estudante ainda poderá responder por crime de vandalismo.

Mas a Lei da Cidade Linda abre uma brecha para que o pichador possa se livrar de pagar esse dinheiro para a prefeitura. Se em até seis meses a moça limpar o local que pichou, ela estará livre da multa e ainda irá participar de um programa que incentiva pichadores a se tornarem artistas, grafiteiros, sem ferir indevidamente as paredes de São Paulo.

O Termo de Compromisso de Reparação da Paisagem Urbana será assinado por escolha da estudante para que assim ela possa limpar a sujeira das paredes.

Prefeito João Dória

O prefeito eleito no primeiro turno pela capital paulista começou sua gestão levantando grande polêmica a respeito das pichações nas ruas de São Paulo.

Publicidade

O lema, "guerra aos pichadores" foi bandeira em sua gestão, Dória apagou também os grafites que estavam na Avenida 23 de maio, muitas pessoas não gostaram da atitude, pois artistas contratados em 2015 é que realizaram os desenhos.

A proposta da multa para a ação que agora é considerado crime será destinado ao Fundo de Proteção ao Patrimônio Cultural, dando incentivo na área de cultura da cidade. #Crime