Uma história bem diferente foi protagonizada por um #Casal bem jovem na quinta-feira (30), em #São Paulo. Eles fugiram de casa e foram achados apenas 9 dias depois.

Algumas pessoas avistaram o casal e resolveram ligar para o 190, relatando que eles estavam neste local há mais de uma semana. Os policiais, Cabo Gonçalves e Soldado do Carmo, do 37° Batalhão de Polícia Militar Metropolitano de São Paulo, fizeram a averiguação do local e quando encontraram os jovens, eles disseram que estavam acampando.

Os agentes suspeitaram das informações passada pelo casal, já que não havia barracas nem indícios de acampamento no local, e decidiram realizar uma vistoria nos pertences dos jovens.

Publicidade
Publicidade

Em uma das mochilas, encontraram um papel com um número de telefone, então os policiais fizeram a ligação, sendo atendidos pelo pai de um dos jovens, que se identificou do outro lado da linha. Assim, os policiais descobriram o que realmente ocorreu.

Motivo

O caso foi divulgado no perfil oficial da Polícia Militar do Estado de São Paulo. Os jovens de apenas 14 e 15 anos de idade, haviam fugido de casa por não terem dos familiares aprovação do namoro. Eles foram encontrados pelos policiais às margens da Represa Guarapiranga.

A polícia disse que a dupla havia fugido de casa, no bairro Jardim Ângela, há cerca de 9 dias, porque um dos pais não aceitava o namoro deles. Pouco tempo depois houve o reencontro entre pais e filhos, o que possibilitou a união das famílias, sem mais impedimentos quanto ao namoro de ambos os lados, pois todos ficaram muito felizes por estarem reunidos novamente.

Publicidade

Outros casos de adolescentes

A Polícia Civil investiga um caso de agressão contra uma menina de 12 anos em uma escola municipal de Iaras (SP). A mãe da garota abriu um Boletim de Ocorrência no dia 15 de março por lesão corporal e injúria. A adolescente relata que foi agredida com socos e tapas por outras duas meninas dentro da sala de aula e que sofre 'bullying' há cinco anos pelas adolescentes.

Uma adolescente de 17 anos quase foi estrupada em uma rua de Votorantim, São Paulo, na última terça-feira (28). A tentativa de estupro aconteceu em uma rua de pouco movimento. Porém, a jovem saiu correndo, e conseguiu escapar, o agressor, não vendo outra alternativa, também fugiu do local. #Casos de polícia