Três militares do 21º Depósito de Suprimentos se afogaram por volta das 17h desta segunda-feira (24) em um lago da unidade de treinamento de preparação de artilharia em Barueri, na grande São Paulo. O afogamento dos jovens com idades entre 18 (dezoito) e 19 (dezenove) anos de idade, foi confirmado pelos bombeiros por volta das 18h. Até essa manhã não havia sido confirmado os nomes das vítimas, que somente serão divulgados após comunicado e reconhecimento das famílias que aguardam em frente ao quartel.

O grupo de treinamento contava com 154 (cento e cinquenta e quatro) recrutas em treinamento de preparação e, de acordo com o #Exército, os soldados estavam fazendo um treinamento na mata de localização, uma das atividades para encerrar a fase de preparação individual.

Publicidade
Publicidade

Durante o resto da semana, eles passariam por outras atividades de campo para completar a fase.

Os recrutas foram divididos em equipes, levavam bússolas e mapas, e as instruções eram para tentar encontrar a rota traçada pelos instrutores. O lago não era trajetória da instrução prevista em rota. Segundo o coronel Igor Boechat – Oficial de comunicação Social do Exército, não se sabe ainda o motivo pelo qual a equipe de quatro recrutas desviou da rota e acabou caindo ou entrando no lago. Dos quatro recrutas, apenas um conseguiu escapar. Os bombeiros foram acionados e ainda tentaram reanimar os outros três, mas sem sucesso.

Os militares entraram para o Exército no inicio desse ano, e faziam parte de outro quartel da região de São Paulo. O quartel foi criado em 1915 e é um dos mais antigos do Exército que vai instaurar um inquérito policial militar para investigar o #Acidente e a fatalidade.

Publicidade

Relembre outros casos parecidos:

Em setembro do ano passado (2016), um militar de 20 anos morreu devido a uma insolação após se ter sentido mal durante um treino do curso de Comandos. Outro militar, também de 20 anos, a quem foi diagnosticado o mesmo problema, foi internado na unidade de cuidados intensivos do Hospital do Barreiro, mas resistiu bem aos tratamentos. A temperatura medida pelo próprio Exército chegou a atingir, no meio da tarde, 40,7 graus centígrados.

Últimos acontecimentos - Exército