O farmacêutico e doutor em química orgânica, Andreas Albert Von Richthonfen, de 29 anos, irmão de Suzane von Richthofen, que viveu um dos seus maiores dramas de vida aos 15 anos de idade, quando teve a mãe, a médica psiquiatra Marísia von Richtofen, e o pai, o engenheiro Manfred, assassinados a mando de sua irmã, por golpes de ferro enquanto dormiam na residência da família, localizada no Bairro do Brooklin, na capital Paulista, foi internado, nesta terça-feira (30), no Hospital do Campo Limpo, na Zona Sul, após supostamente estar sob efeito da utilização de drogas. Ele teria sido abordado por uma viatura da Polícia, no momento em que tentava pular o muro de um imóvel, situado no bairro Chácara Monte Alegre.

Publicidade
Publicidade

Conforme informou a Polícia Militar, o farmacêutico apresentava distúrbios de comportamento, dando indícios de que havia consumido drogas.

Andreas tem indicação médica para ser transferido a um hospital especializado em atendimento psiquiátrico. O que pode acontecer ainda durante esta terça-feira. Conforme foi informado pela prefeitura, o rapaz se encontrava frequentando a área da Cracolândia, para compra de droga. No dia anterior ao surto, o irmão mais novo de Suzane von Richthofen foi abordado por equipes de Saúde da Prefeitura que se encontravam no local para oferecer tratamento aos dependentes químicos que frequentam o local para consumir droga. Momento em que a equipe, ao se aproximar, teria oferecido ao farmacêutico atendimento e tratamento médico especializado.

Publicidade

Porém, o rapaz havia recusado a oferta e se evadindo da área o mais rapidamente possível.

O jovem, que ficou órfão ainda adolescente, após seus pais terem sido executados pelos irmãos Christian e Daniel Cravinhos, em um crime planejado pela irmã Suzane, foi tutelado por seu tio Miguel Neto, até que completou 18 anos. Jovem calmo, responsável, discreto e estudioso, nunca foi de se envolver em confusões. Se formou em uma das mais conceituadas e disputadas universidades do Estado de São Paulo, logrando muito cedo o título de Doutor em química orgânica.

Por apresentar comportamento exemplar, Andreas surpreendeu a muitas pessoas com a notícia de que estaria em surto psiquiátrico, em decorrência de, supostamente, ser um usuário de drogas ilícitas, e que vinha frequentando a #Cracolândia, em busca de abastecer sua dependência química, bem como pelo fato de tentar invadir um imóvel. #SaoPaulo