Um traficante foi preso nesta terça-feira (27), na cidade de São Paulo, graças à ajuda de um companheiro muito especial da Policia Militar. O cão #Nitro foi a grande estrela da ocorrência que possibilitou a prisão do criminoso e de grande quantidade de drogas.

Durante patrulhamento na região central de São Paulo, no bairro Campos Elísios, policiais da equipe do Canil Central desconfiaram de um homem que estava perto de um estabelecimento comercial. O homem foi revistado e, durante a abordagem da PM, os policiais não encontraram nada suspeito. No entanto, ele afirmou ser proprietário da loja e demonstrou certo nervosismo.

Publicidade
Publicidade

A equipe da PM, então, pediu autorização para entrar na loja e na residência do suspeito, localizada nos fundos do imóvel. O homem autorizou a entrada dos policiais, parecendo não temer pelo pior.

Só que, quando o suspeito percebeu que o cão Nitro estava acompanhando a equipe, mudou de ideia. Os cães usam um peitoral com a identificação "Polícia e Detecção".

Mesmo tentando impedir a entrada dos policiais, o esperto #K9, como são conhecidos os cães que atuam na polícia, já tinha iniciado a varredura no local e rapidamente encontrou entorpecentes atrás da máquina de lavar. O cachorro conseguiu localizar 150 porções de crack, 20 embalagens de maconha e 49 invólucros de cocaína. Quando os policiais deram voz de prisão ao traficante, ele resistiu e foi necessário usar de força física para prendê-lo.

Publicidade

O homem foi encaminhado ao Pronto Socorro da Santa Casa, avaliado e, logo após, foi encaminhado ao 2º Distrito Policial. Ele foi autuado por tráfico de drogas e resistência.

Como é o trabalho dos cães na PM de São Paulo

O Canil Central da PM de São Paulo existe desde 1950 e auxilia no combate à criminalidade. Na estrutura hierárquica da instituição, o Canil está subordinado ao 4º Batalhão de Choque.

Os cães que atuam na unidade são chamados de K9, em referência ao que já acontece na polícia dos Estados Unidos, em que a junção da letra K e o número nove formam a palavra canine, que é canino, em inglês.

Na PM, os K9s são usados em atividades de policiamento e faro. Nas ações de policiamento, os cães ajudam na dissuasão e dispersão. Segundo a PM, os cães diminuem a probabilidade de resistência e fuga dos suspeitos.

Os cães de faro são treinados para conseguir distinguir cheiros específicos, como os de explosivos e drogas. Eles são treinados para que sentem ou deitem-se ao lado do material, sem tocar nele.

Esse tipo de cão também pode ajudar no serviço de localização de pessoas, sendo usados tanto na busca por suspeitos como para ajudar nos casos de desaparecimento. #cão farejador