O jovem #Andreas von Richthofen, preso na semana passada após tentar invadir uma casa em Santo Amaro, na Zona Sul de São Paulo, pode ter sido mais uma vítima de informações desencontradas divulgadas pela grande mídia. Pelo menos é nisso que acredita o advogado e ex-promotor de Justiça, Roberto Tardelli.

Em entrevista ao programa Domingo Espetacular, exibida pela Record TV no último domingo (4), Tardelli aponta Andreas como "vítima" do episódio e acredita que o irmão de Suzane von Richthofen teve apenas uma crise nervosa - ao contrário do que foi divulgado pelos principais veículos de comunicação do país.

As primeiras informações sobre a prisão de Andreas, divulgadas no último dia 30 de maio, davam conta que o jovem teria sido resgatado da Cracolândia, na região central de São Paulo.

Publicidade
Publicidade

A informação sobre a retirada de Andreas da Cracolândia foi divulgada pelo site do jornal "O Globo" e repercutida pelos principais sites noticiosos do país. A Polícia Militar acabou esclarecendo o caso e informando que o rapaz havia sido encontrado em Santo Amaro, na Zona Sul de São Paulo, a pelo menos 20 km da Cracolândia. Dois dias depois, o jornal "O Globo" corrigiu a informação.

Captura em Santo Amaro

Neste domingo (4), o programa Domingo Espetacular repercutiu o caso e exibiu um vídeo registrado pelas câmeras de segurança instaladas no bairro onde ocorreu a prisão do rapaz. As imagens mostram Andreas Richthofen sendo preso, após tentar fugir dos policiais.

As câmeras mostram o rapaz pulando o portão de uma residência, por volta de 6h45 da manhã. O portão tinha lanças pontiagudas, o que acabou provocando ferimentos pelo corpo de Andreas.

Publicidade

Após adentrar a casa, ele acabou dormindo no jardim.

Foi então que a vizinhança se deu conta de que havia alguém estranho na área. Após repercutirem a situação em um grupo no WhatsApp, os moradores resolveram chamar a Polícia Militar. A reportagem da RecordTV entrevistou alguns moradores, que confirmaram que Andreas estava desorientado. No entanto, ninguém sabia que se tratava do irmão de Suzane von Richthofen.

Após perceber que a polícia estava no local, o jovem fugiu do jardim e saiu correndo pela rua. Ele tentou entrar em outra residência, chegou a abrir a porta de um carro que estava saindo da garagem, mas acabou sendo mobilizado por um morador e detido pela equipe da PM.

Ex-promotor contesta informações da grande mídia

Roberto Tardelli acredita que a notícia distorcida tenha sido espalhada de modo proposital. "Essa foi uma história mentirosa e uma história mentirosa não sai do nada. Alguém tem que informar as principais redações dos principais jornais", questionou, ao ser entrevistado pela RecordTV.

Publicidade

Tardelli atuou como promotor no caso do assassinato dos pais de Andreas e, por conhecer bem o jovem,questiona o envolvimento do rapaz com drogas. "O que fizeram com Andreas foi um crime de informação. Ele foi exposto à execração pública", afirmou. Na avaliação do ex-promotor, que hoje atua como advogado, Andreas teve um #surto psicótico.

O irmão de Suzane está sendo amparado pela família e está sob tratamento em uma clínica para pessoas com problemas mentais e que sofrem com o efeito do uso de drogas.

No dia em que foi capturado pela PM, Andreas foi encaminhado a um hospital em Campo Limpo e a equipe médica que o atendeu classificou o comportamento do rapaz como análogo ao de pessoas que usam substâncias ilícitas. #reviravolta