Uma #cobra coral foi a capturada na manhã desta quarta-feira (21), no centro de São José dos Campos, cidade localizada a 96 quilômetros da capital paulista. O animal foi avistado por populares que estavam em uma praça movimentada e levou pânico às pessoas, antes de ser resgatado por homens da #polícia ambiental.

A serpente, da espécie coral Micrurus corallinus, é uma das mais venenosas encontradas no Brasil e foi resgatada por volta das 8h30, na praça Doutor João Mendes. O local recebe grande movimentação de pessoas diariamente e fica próximo de estabelecimentos comerciais, agências bancárias e de um hospital.

O trabalho de resgate do animal foi feito por homens da 4ª Companhia do 3º Batalhão de Polícia Militar, que foram acionados por pessoas que passavam pelo local no momento em que a serpente apareceu.

Publicidade
Publicidade

Segundo informações da PM, os policiais conseguiram fazer a captura da cobra, que estava dentro de uma canaleta. O animal, que é venenoso, foi encaminhado para o Centro de Estudos de Animais Silvestres da Universidade do Vale do Paraíba (UNIVAP ) e será avaliada pelos veterinários.

Veja a cobra resgatada pelos policiais:

Espécie é uma das mais venenosas do Brasil

As informações divulgadas pela Polícia Militar não fazem referência ao tamanho da serpente, mas sabe-se que a espécie encontrada é uma das cobras mais venenosas do Brasil, podendo matar uma pessoa em poucas horas.

A Micrurus corallinus é também conhecida como cobra-coral verdadeira, sendo bastante comum em regiões próximas ao litoral.

Publicidade

Esse tipo de serpente possui anéis pretos ao longo do corpo, que ficam entre anéis brancos, bem delimitados.

Segundo informações de especialistas em biologia, existem pelos menos 32 espécies de cobras-corais verdadeiras e outras 50 que são consideradas falsas cobras-corais. A diferença é que as verdadeiras são venenosas.

As cobras corais possuem hábitos noturnos e costumam ser encontradas embaixo do solo, de folhas, de troncos em decomposição, raízes e pedras. Talvez seja por isso que a cobra encontrada em #São José dos Campos estivesse dentro de uma canaleta.

Apesar de ser bastante venenosa, a espécie não é agressiva e só oferece riscos de ataque caso seja manuseada ou acuada pelos seres humanos. O comprimento de uma cobra-coral pode chegar a 70 centímetros, nas fêmeas, e 60, nos exemplares do sexo masculino.

A orientação de especialistas é para que, ao encontrar um animal desse tipo, as pessoas não devem tentar manusear o animal, mas ligar para a polícia ou alguma autoridade que possa fazer o resgate.