Um homem de 34 anos foi acusado de estupro de vulnerável, e preso pelas autoridades no sábado (24), na cidade de Sorocaba, São Paulo (SP). Para a polícia ele é o principal suspeito de ter raptado e abusado sexualmente uma adolescente de 13 anos, diagnosticada autista, segundo os familiares. De acordo com informações divulgadas pela polícia local, o indivíduo foi preso na sua casa, localizada no bairro Jardim Aeroporto.

Ainda de acordo com a polícia, o sujeito foi posto em liberdade logo após prestar o seu depoimento, pois, ele não houve flagrante, por isso ele vai responder pelo #Crime em liberdade. O suspeito negou todas as acusações, porém, ele foi reconhecido pela vítima como sendo o autor do crime.

Publicidade
Publicidade

Segundo informações divulgadas pelo portal R7, o suspeito foi flagrado por uma câmera de segurança em um veículo no momento exato em que a vítima foi abordada por ele. Conforme informações repassadas pela polícia, a adolescente foi raptada pelo indivíduo na zona norte de São Paulo, na Vila Barão, quando ela retornava para a sua residência por volta das 22 horas, depois de ajudar a avó com sacolas de compras.

Nas imagens é possível ver com clareza a vítima caminhando pela calçada perto de sua residência, quando foi abordada pelo acusado. No vídeo é possível ver o homem conversando com a menina, em seguida, ele sai do veículo e puxa a vítima para dentro do carro. Nas imagens ainda é possível ver que o homem tapa a boca da menina para que ela não pedisse ajuda. Em seguida, o indivíduo levou a jovem para um local de pouco movimento, onde ela foi violentada sexualmente pelo suspeito por cerca de duas horas.

Publicidade

Após cometer o crime, o acusado teria levado a vítima perto do Aeroporto de Sorocaba onde foi abandonada.

Segundo informações dos familiares da vítima, como a menina estava demorando para chegar em casa, um irmão da jovem saiu a sua procura pelas ruas da localidade. Ainda de acordo com a família, a menina foi encontrada caminhando sem rumo pela rua. Ao ser questionada o que tinha acontecido, ele relatou que ela tinha sido violentada sexualmente. Um exame feito na vítima no Instituto Médico Legal (IML) constatou que realmente ela sofreu abuso sexual.

A polícia por sua vez, teve acesso às imagens de videomonitoramento e através da placa do carro foi possível localizar o acusado. Que foi preso em sua casa, em seguida, levado para a delegacia da cidade. No depoimento o sujeito negou todas as acusações, mas ele foi reconhecido pela vítima, através de fotos e pessoalmente. De acordo com a polícia, como não houve flagrante o homem foi liberado e vai responder pelo crime em liberdade. #Investigação Criminal #Casos de polícia