Infelizmente todos os dias são noticiados em vários meios de comunicação em todo o mundo, casos de violência sexual contra crianças, adolescentes e mulheres. Geralmente, as principais vítimas sempre são as crianças que não têm como se defender das garras dos seus agressores. Foi exatamente isso que aconteceu com uma menina que, estava sendo vítima de violência sexual praticada pelo namorado da mãe. Entenda como tudo aconteceu.

Um homem de 41 anos, que não teve a identidade revelada, está sendo acusado de ter abusado sexualmente de uma garotinha de apenas 11 anos. Segundo informações, o caso só veio à tona após a vítima pedir ajuda para uma policial feminina na escola onde estuda.

Publicidade
Publicidade

De acordo com o G1, o caso foi registrado na cidade de Iguape, cidade no interior de São Paulo, na semana passada. Segundo informações divulgadas pela polícia, a prisão temporária do acusado foi pedida, mas foi negada pela Justiça.

Conforme informações, a vítima pediu ajuda para uma policial durante uma palestra sobre drogas e violência que estava sendo realizada na escola onde a menina estuda. A vítima relatou para a policial que o namorado da mãe estava a violentando sexualmente, e, após as agressões, o indivíduo lhe ameaçava, caso ela relatasse o que tinha acontecido para alguém. Diante dos fatos, a polícia logo acionou a mãe da menina. De acordo com a mãe da vítima, ela não sabia que a filha vinha sendo vítima de violência sexual. A menina também relatou que ela já estava sendo abusada pelo acusado há cerca de três meses.

Publicidade

Porém, o homem foi preso em seguida levado em uma viatura da polícia até uma delegacia onde prestou o seu depoimento. Conforme informações, ele negou todas as acusações, mas relatou para a polícia que já havia dormido com a vítima na mesma cama. Ele também relatou para a polícia antes de começar um relacionamento com a mãe da vítima, ele tinha um caso com uma menina de 14 anos, mas na época ele tinha 31 anos. Após o depoimento, a polícia pediu um mandado de prisão preventiva contra o homem. Segundo informações do portal G1, o juiz negou o pedido, alegando que tinha que esperar o laudo médico da vítima.

Diante da situação, o suspeito foi liberado. Segundo informações da polícia, a decisão do juiz pegou todo mundo de surpresa. Segundo a polícia, a mãe da garotinha após ficar sabendo do caso, terminou o relacionamento que tinha com o acusado, que mora só em uma área rural da localidade. De acordo com as autoridades, mesmo com o mandado de prisão preventiva do indivíduo sendo negado, a polícia abriu um inquérito e o caso continuará sendo investigado pela polícia local. #Crime #Investigação Criminal #Casos de polícia