Pelo menos sete pessoas foram presas na madrugada desta segunda-feira (26) na Microrregião de #Marília, no interior de São Paulo. O bando havia roubado um carro blindado na semana passada, em Cotia, na Grande São Paulo, e planejava assaltar uma agência bancária na cidade de Ubirajara.

Segundo informações da Polícia Militar, a quadrilha foi presa em uma casa na zona rural do município de Ubirajara, na mesma região. Os policiais da Força Tática do 4º Batalhão de Polícia Militar do Interior foram até o local para averiguar uma denúncia de que criminosos estavam escondidos na propriedade.

Ao fazer a abordagem no local, os policiais encontraram os sete suspeitos, sendo uma mulher e sete homens.

Publicidade
Publicidade

No esconderijo da #quadrilha, foram localizados dois veículos, um Renault Mégane prata e um Fiat Uno branco. Segundo a PM, o veículo prata era blindado e fruto de um roubo praticado em Cotia, no último dia 20 de junho.

Além dos veículos, os policiais localizaram no sítio um verdadeiro arsenal e armas, sendo três fuzis, uma espingarda, duas pistolas, dois revólveres, duas espingardas de pressão, mais de 30 cartuchos e quase 300 munições de calibres diversos. Também foram encontrados com o bando dois coletes à prova de balas e aparelhos de telefone celular.

Uma das espingardas de pressão estava adaptada para uso de munição de espingarda convencional. Ainda de acordo com a polícia, os coletes à prova de bala teriam sido roubados durante um assalto a banco na cidade, em janeiro deste ano.

Veja o armamento e munições que foram aprendidos com a quadrilha:

Suspeitos confirmam intenção de praticar assalto

Na abordagem, os suspeitos confessaram aos policiais que tinham em mente roubar a agência do Banco do Brasil, em Ubirajara.

Publicidade

O município fica a 64 quilômetros de Marília.

De acordo com a PM, os policiais chegaram até o local do esconderijo após denúncia anônima. Os suspeitos estavam dormindo, quando a polícia chegou, e não houve qualquer tipo de resistência.

O comandante da Força Tática, capitão PM Gustavo Cardoso Xavier, informou que três dos suspeitos são moradores do sítio e tentaram convencer a polícia de que estavam sendo assaltados pelo restante do grupo. No entanto, todos acabaram confessando a participação no crime.

Todo material encontrado com os suspeitos foi apreendido pela polícia. Os envolvidos foram encaminhados à Delegacia de Polícia e colocados à disposição da Justiça. #Prisão