Os cães farejadores do #Canil Central da Polícia Militar de São Paulo foram as grandes estrelas do policiamento neste fim-de-semana. Entre esta sexta-feira (14) e sábado (15), os K9s - como são conhecidos os cachorros que auxiliam os policiais nas ocorrências - foram bravos soldados na luta contra o tráfico de drogas, encontrando entorpecentes nos locais mais improváveis.

Os cães farejadores trabalharam em operações de combate na Zona Norte e Zona Leste da capital paulista, ajudando a elucidar crimes que culminaram na prisão de três traficantes e de um foragido da Justiça. As ações mostram que, mesmo com a criatividade dos traficantes, que cria esconderijos mirabolantes, o faro dos cães é infalível.

Publicidade
Publicidade

Nitro localiza droga 'emparedada'

Na manhã deste sábado (15), o pastor holandês Nitro, que já é bem conhecido dos leitores do Notícias Policiais, participou de uma ação no bairro Vila Albertina, na Zona Norte. A equipe do Canil Central da PM foi chamada para da apoio a uma operação que acontecia junto a uma comunidade local.

Quando os policiais entraram na comunidade, foram em direção a uma escadaria, atrás de dois suspeitos, que tentaram fugir, mas acabaram presos. Os policiais localizaram 16 pinos de cocaína, 10 pinos de crack e três porções de maconha com um deles, além de R$ 50 em dinheiro.

De acordo com a PM, o suspeito alegou que as drogas eram para consumo próprio. Foi então que #Nitro entrou em ação e começou a farejar o local, até encontrar mais drogas, que estavam escondidas em um buraco na parede.

Publicidade

O cão herói ajudou na localização de mais 70 pinos de cocaína, 45 pedras de crack e R$ 90, que estavam emparedados no esconderijo, disse o Tenente.

Durante a operação, os policiais constataram que o outro homem que tentou fugir era, na verdade, um procurado pelo crime de roubo, que estava foragido da Justiça.

Apreensão de cocaína em piso falso

Os cães farejadores Bart e Aruck foram os grandes heróis da ação de apreensão realizada na sexta-feira (14), na Comunidade G30, na Zona Leste de São Paulo. O Canil Central foi acionado para dar apoio às equipes do 2º Batalhão de Polícia Militar Metropolitano e encontraram as drogas escondidas em um piso falso.

A ação aconteceu no cruzamento da avenida Calim Eid com a rua Benedito Otoni. Os policiais entraram na comunidade juntamente com os cães farejadores, que fizeram uma varredura minuciosa no local.

Publicidade

Assim que dois homens avistaram os policiais, tentaram fugir e entraram em uma residência.

Os policiais entraram na casa e os dois cães farejadores começaram a agir. No local, os K9s indicaram um piso falso, dentro do qual foram encontrados 450 pinos de cocaína. Os dois suspeitos foram presos por uma outra equipe da PM e, junto com eles, foram encontrados outros 50 pinos de cocaína. Os dois foram presos em flagrante por tráfico de entorpecentes e encaminhados ao 24º Distrito Policial.

Canil Central da PM tem mais de 37 K9s

O Canil Central serve como base operacional para as missões policiais realizadas na capital paulista e que contam com o auxílio dos K9s. Ao todo, existem na unidade 37 cães na ativa.

A polícia paulista trabalha com seis raças específicas de cachorros: Pastor Alemão, Pastor Belga Malinois, Rottweiler, Pastor Holandês, Boodhound e Labrador.

Os animais são usados em missões que envolvem faro, resistência, inteligência e agressividade. Cada raça é direcionada para um tipo de trabalho específico, de acordo com suas aptidões naturais. #Investigação Criminal